Balanços de Yduqs (YDUQ3), Cyrela (CYRE3) e Copel (CPLE6) agitam semana

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Balanços de empresas -Foto: Creative Commons

A segunda quinzena de março marca a reta final da safra de resultados da temporada de resultados do quarto trimestre. Entre os destaques estão os balanços de Yduqs (YDUQ3), Cyrela (CYRE3) e Copel (CPLE6).]

A Eletrobras (ELET6) iria anunciar nesta segunda, porém, o balanço do último trimestre de 2020. A empresa já havia adiado o balanço do último dia 11 para 15 de março. Mas a companhia divulgou, em fato relevante, que vai soltar os números do desempenho na próxima sexta-feira (19):

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“A Eletrobras havia decidido antecipar os resultados do exercício de 2020, em razão da data de saída do Presidente Wilson Ferreira Junior da Companhi aa partir de 16 de março de 2021”, diz a empresa.

“Entretanto, dada a complexidade dos trabalhos de auditoria da Eletrobras, que envolve a consolidação de diversas controladas, participação em coligadas e em sociedades de propósito específico, e especialmente devido às demandas adicionais de auditoria, surgidas no decorrer dos trabalhos, faz-se necessário novo adiamento.”

No entanto, outras empresas de peso, como C&A (CEAB3), Hapvida (HAPV3), Tecnisa (TCSA3), Unidas (LCAM3),  Anima Holdings (ANIM3) e Valid (VLID3) também informam seus resultados.

Na semana anterior, os destaques foram Magazine Luiza (MGLU3)BR Distribuidora (BRDT3)Vulcabras (VULC3)Raia Drogasil (RADL3)BR Malls (BRML3).

Veja o que esperar de alguns dos balanços previstos:

Hapvida (HAPV3) 

A projeção da Eleven Financial Research do quarto semestre para o Hapvida (HAPV3) é o crescimento na base de beneficiários de saúde na comparação anual. Este crescimento, conforme a análise, é pautado principalmente nas adições inorgânicas. É estimado crescimento de 23,2% a/a na receita líquida. Assim como outras operadoras verticais, é esperado que haja retomada dos procedimentos eletivos no trimestre, mesmo com o aumento dos casos de coronavírus no fim de novembro.

Além disso, o Hapvida vem realizando diversas aquisições que são menos eficientes. Desta forma, para o quarto trimestre, a projeção é da sinistralidade total em 62,0% (vs. 61,4% no 4T19). portanto, pode haver ligeira redução na margem Ebitda (-0,3 p.p. a/a). No resultado líquido, ainda há possibilidade de uma pressão na margem devido ao menor pagamento de JCP, com redução de 3,2 p.p. a/a na margem líquida.

Alliar (AALR3) 

Conforme a Eleven, entre os laboratórios listados na bolsa brasileira, a Alliar (AALR3) foi a mais impactada entre os pares. Como a estrutura é direcionada para exames de imagens e para o atendimento do segmento B2C, não houve favorecimento da operação no início da pandemia.

Apesar do último trimestre do ano ser sazonalmente mais fraco, para este ano esperamos o quatro trimestre mais forte para a Alliar, dando sequência ao movimento de recuperação e à maior demanda por testes de Covid-19. Com isso em mente, esperamos crescimento de 7,4% a/a na receita líquida.

Em relação aos custos e despesas, A Eleven projeta bom controle, assim refletindo margens bruta e Ebitda praticamente estáveis. No último trimestre de 2020 já era esperado o resultado líquido do terreno positivo, com R$ 9,9 milhões. No consolidado do ano, redução na receita líquida deve ficar em 14,5% a/a e prejuízo líquido de R$ 100 milhões.

Grupo Soma (SOMA3)

O Grupo Soma (SOMA3) deve apresentar um bom resultado no quarto trimestre, diz relatório da Eleven. A empresa deve ser beneficiada pelo deslocamento das vendas de parte das coleções do canal de atacado do terceiro para o quarto trimestre.

Diferentemente de outras empresas do setor, o mês de dezembro foi considerado bom pela companhia. Entretanto, a margem bruta ainda não volta a patamares anteriores à pandemia por conta da maior participação do canal de multimarcas no mix de vendas do período, perdendo 4,5 p.p. na comparação anual.

A margem Ebitda também segue com impacto negativo por conta do aumento de despesas gerais e administrativas e também de marketing, visando a manutenção do ritmo de captura de novos clientes, com -3,5 p.p.

Ânima (ANIM3)

A Ânima (ANIM3) já possuía um modelo híbrido estruturado (E2A) antes da pandemia. Por conta disso, a companhia conseguiu mudar rapidamente para o ensino on-line com as medidas de distanciamento social.

Para o quarto trimestre, a Eleven avalia que a empresa continuará mantendo a boa gestão do modelo híbrido, que confere maior eficiência operacional. A projeção é de um resultado positivo no trimestre, com evolução de receita líquida (+16,3% a/a), expansão de margem Ebitda (+4,5p.p. a/a) e resultado líquido no terreno positivo (R$10,1 milhões).

Copel (CPLE6) 

A Copel teve apresentar, segundo a Eleven, retração de lucro líquido no 4TRI20 de -3,3%. A expectativa é de R$ um lucro de R$ 577 milhões no período ante R$ 597 milhões no 4TRI19. Já a receita da Copel deve ter retração de -2,5%, passando de R$ 4,1 bilhões (4TRI19) para R$ 4,0 bilhões (4TRI20).

Ebitda da empresa deve passar de R$ 1,00 bilhão (4TRI19) para R$ 1,09 bilhão (4TRI20). Ou seja, uma elevação de 9,6%. Já a margem Ebitda deve ficar em 27,3% no último trimestre de 2020. O valor era de 24,3% no ano anterior.

Unidas (LCAM3) 

A tendência de recuperação nos volumes e diária média verificada no 3T20, principalmente no RAC, deve continuar no 4T20 e resultar em forte crescimento de Ebitda e lucro líquido, avalia a Eleven.

A forte demanda no final do ano e a escassez de carro zero quilometro no segmento de aluguel de carros (RAC) devem levar a uma maior taxa de ocupação no 4T20, ajudando a recuperar tanto o nível de tarifa média quanto o número de diárias pré-pandemia.

No segmento de gestão e terceirização de frotas (GTF), as contratações no 3T20 foram recordes, com 8.996 veículos e R$ 557 milhões de valor global dos novos contratos.

Assim, apesar do maior prazo para a entrega de veículos por parte das montadoras atrasar a implementação de parte desses contratos, ainda espera-se um crescimento de receita de dois dígitos.

“Com a expectativa de melhora nos resultados de todos os segmentos, a nossa estimativa é de um crescimento de 30% a/a no Ebitda do 4T20”, pontuam os analistas.

Calendário da semana

15 de março (segunda-feira)

Balanços

– Direcional (DIRR3) – após o fechamento
– Mahle Metal Leve (LEVE3) – após o fechamento
– Mitre (MTRE3) – após o fechamento
– Guararapes (GUAR3) – após o fechamento

16 de março (terça-feira)

Balanços

– D1000 (DMVF3) – após o fechamento

Teleconferências

– Direcional (DIRR3) – 9h
– Eletrobras (ELET3 ELET6) – 15h
– Mahle Metal Leve (LEVE3) – 12h
– Mitre (MTRE3) – 11h

17 de março (quarta-feira)

Balanços

– Alliar (AALR3) – após o fechamento
– Anima Holdings (ANIM3)– após o fechamento
– Copel (CPLE6)
– Mills (MILS3) – após o fechamento
– Rossi (RSID3) – após o fechamento
– SLC Agrícola (SLCE3) – após o fechamento
– Unipar (UNIP3 UNIP6) – após o fechamento
– Yduqs (YDUQ3) – após o fechamento

Teleconferências

– D1000 (DMVF3) – 11h

18 de março (quinta-feira)

Balanços

– C&A (CEAB3) – após o fechamento
– Cury (CURY3) – após o fechamento
– Cyrela (CYRE3) – após o fechamento
– Grupo Soma (SOMA3) – após o fechamento
– Hapvida (HAPV3) – após o fechamento
– Melnick (MELK3) – após o fechamento
– Plano & Plano (PLPL3) – após o fechamento
– Technos (TECN3) – após o fechamento
– Tecnisa (TCSA3) – após o fechamento
– Ticket For Fun (SHOW3) – após o fechamento
– Unidas (LCAM3) – após o fechamento
– Valid (VLID3) – após o fechamento

Teleconferências

– Alliar (AALR3) – 12:30h
– Anima Holdings (ANIM3) – 11h
– Copel (CPLE6) – 14h
– Mills (MILS3) – 15h
– Rossi (RSID3)
– SLC Agrícola (SLCE3) – 9h
– Unipar (UNIP3 UNIP6) – 14h
– Yduqs (YDUQ3) – 9h

19 de março (sexta-feira)

Balanços

– Lupatech (LUPA3) – após o fechamento

Teleconferências

– C&A (CEAB3) – 11h
– Cury (CURY3) – 10h
– Cyrela (CYRE3) – 11h
– Grupo Soma (SOMA3) – 12h
– Hapvida (HAPV3) – 11h
– Melnick (MELK3) – 10h
– Plano & Plano (PLPL3) – 15h
– Tecnisa (TCSA3) – 12h
– Technos (TECN3)
– Ticket For Fun (SHOW3) – 10h
– Unidas (LCAM3)
– Valid (VLID3) – 10h

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.