Balanços, IPO, ata do Fomc, CPI e indicadores movimentam a semana

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Foto criada por snowing - Freepik.com

Nesta semana, os investidores vão ficar atentos à reta final da safra de balanços do primeiro trimestre, indicadores de atividade econômica, oferta inicial de ações (IPOs) e ata do Fomc.

Além disso, outro fator de atenção estará em Brasília, por conta do depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que será sabatinado pelos senadores.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Expectativas ainda na Capital Federal quanto a cronogramas referentes aos trabalhos da reforma tributária.

Enquanto isso, no exterior, as atenções se voltam à divulgação da ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), prevista para a quarta-feira (19) às 15h.

Na última reunião, o Fed (Federal Reserve, o banco central americano) manteve as taxas de juros entre zero e 0,25%.

Apesar de pontuar “o progresso na vacinação” e a melhora dos indicadores econômicos, o Fed alertou que a “trajetória da economia depende da evolução do vírus e da vacinação.”

Conforme o Fed, não é o momento de modificar a política monetária: “A pandemia continua causando tremendas dificuldades humanas e econômicas nos Estados Unidos. Setores mais afetados pela pandemia seguem fracos, mas melhoraram””

PMI composto

Em abril, o PMI composto (Índice dos Gerentes de Compras em inglês) dos Estados Unidos chegou a maior expansão da atividade já registrada, conforme a IHS Markit. O número alcançou 63,5 pontos em abril, de 59,7 da leitura de março.

“Graças a um coquetel composto pela bem-sucedida distribuição da vacina, reabertura da economia, política monetária ultra acomodatícia e injeção de novos estímulos fiscais, as empresas estão reportando o mais forte salto na demanda vistos por pelo menos uma década”, disse Chris Williamson, economista-chefe de negócios da IHS Markit.

Já na Zona do Euro, o PMI composto também registrou resultados positivos. Em leitura preliminar da IHS Markit, há a indicação de que a atividade empresarial voltou a se expandir em abril, fornecendo impulso positivo para o segundo trimestre. O PMI composto, que une indústria e serviços, de 53,2 para 53,7 pontos. Todos vieram acima da projeção.

PIB da Zona do Euro

Ainda nos destaques da Zona do Euro, a semana aguarda um dos indicadores mais importantes: o Produto Interno Bruto (PIB).

No quarto trimestre de 2020, o PIB da zona do euro recuou 0,7% na comparação com o trimestre anterior, enquanto o PIB de toda a União Europeia caiu 0,5%. As estimativas da UE são de que haverá crescimento de 4,3% em 2021, melhorando a previsão de 3,8% de fevereiro.

IGP-10

Na segunda-feira, sai o resultado IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10), divulgado pela FGV. Em abril, o índice subiu 1,58% em abril, acima da estimativa de 1,38% do mercado. O resultado marca uma desaceleração em relação à março, quando o indicador avançou 2,99%.

Balanços

Veja as empresas que vão encerrar a temporada de balanços do primeiro trimestre de 2021 nesta segunda-feira (17). No último dia oficial da safra de balanços, os destaques ficam as empresas ligadas ao setor de saúde: Hermes Pardini e Rede D’Or.

Além delas, vale atenção às recém ingressante Focus EnergiaMeliuzMosaico e Cruzeiro do Sul.

IPOs

Além disso, a semana conta com a estreia de oferta pública inicial de ações (IPOs, na sigla em inglês) do GetNinjas. A plataforma digital de profissionais autônomos estreia na próxima segunda-feira (17), após ter precificado os papéis, numa operação que movimentou aproximadamente 555 milhões de reais. Cada ação vale R$ 20, abaixo da faixa indicativa.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Veja agenda com principais indicadores:

Segunda-feira (17)

  • IGP-10, FGV, às 8h00;
  • Boletim Focus, BC, às 8h25;
  • Balança Comercial Brasil, às 15h00;
  • Produção industrial da China, às 23h00.

Terça-feira (18)

  • IPC, Fipe, às 5h00;
  • PIB, Zona do Euro, às 6h00.

Quarta-feira (19)

  • Índice de preços ao consumidor, Zona do Euro, às 6h00
  • IGP-M (2ª prévia), FGV, às 8h00;
  • IBC-Br, BC, às 9h00;
  • Divulgação da ata do FOMC, EUA, às 16h00.

Quinta-feira (20)

  • Sondagem Industrial, CNI, às 5h00;
  • Pedidos de auxílio desemprego, EUA, às 9h30.

Sexta-feira (21)

  • PMI composto IHS Markit, Zona do Euro, às 5h00.
  • PMI composto IHS Markit, EUA, às 10h30.