Setor externo tem superávit de US$ 5,663 bi, abaixo da projeção; balança comercial é recorde

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Banco Central (BC)/Divulgação

O Banco Central divulgou nesta quarta-feira (26) que o superávit em conta corrente foi de US$ 5,663 bilhões em abril, ante superávit de US$ 199 milhões em abril de 2020.

No entanto, o resultado veio abaixo das expectativas do mercado, que projetava um superávit de US$ 6,1 bilhões.

Na comparação interanual, o superávit comercial aumentou US$ 4,3 bilhões, enquanto as despesas líquidas de renda primária recuaram US$ 1,4 bilhão.

O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em abril de 2021 somou US$ 12,4 bilhões (0,84% do PIB), ante US$ 17,9 bilhões (1,23% do PIB) em março de 2021 e US$68,0 bilhões (3,91% do PIB) em abril de 2020.

conta corrente

Reprodução/BC

A balança comercial de bens registrou superávit recorde de US$ 9,1 bilhões em abril de 2021, ante superávit de US$ 4,9 bilhões em abril de 2020. Ele se explica pelo aumento das exportações diante da maior demanda global e do real desvalorizado.

As exportações de bens totalizaram US$ 26,6 bilhões em abril de 2021, aumento de 50,7% ante abril de 2020; e as importações somaram US$ 17,5 bilhões, incremento de 36,6%.

O déficit na conta de serviços totalizou US$ 1,3 bilhão em abril de 2021, aumento de 19% em relação ao déficit de US$1,1 bilhão em abril de 2020. A conta de viagens internacionais registrou despesas líquidas de US$ 137 milhões em abril de 2021, ante US$ 90 milhões em abril de 2020. As despesas líquidas de aluguel de equipamentos somaram US$ 496 milhões em abril de 2021, redução de US$ 333 milhões (40,2%) na comparação com abril de 2020, influenciada pela nacionalização de equipamentos no âmbito do Repetro. As despesas de serviços de propriedade intelectual totalizaram US$ 345 milhões em abril de 2021, crescimento de US$ 173 milhões ante abril de 2020.

Apesar do resultado vir abaixo da projeção, o BTG Pactual (BPAC11) o considera positivo. “A aceleração das exportações, fato que já pode ser observado em abril, com a retomada da atividade econômica internacional a partir da vacinação de grande parte da população de importantes parceiros comerciais, e o crescimento do IDP, devido às condições domésticas mais favoráveis a partir da previsão de reabertura de grande parcela da economia no segundo semestre, nos motivam a projetar um cenário positivo para o balanço de pagamentos neste ano”, afirma em nota.

O Investimento Direto no País (IDP) totalizou US$ 3,5 bilhões em abril, ante previsão de US$ 5 bi do mercado.

investimentos diretos

Reprodução/BC