B3 (B3SA3) libera negociação de BDRs de ETFs

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução/B3

A partir desta segunda-feira (08) as pessoas físicas que quiserem diversificar seus investimentos têm autorização da B3 (B3SA3) para negociar BDRs de fundos de índices internacionais (“BDRs de ETFs”).

Na prática, a pessoa física que investir em BDR de ETF adquire, em uma única operação, papeis de um conjunto de empresas listadas em uma bolsa internacional.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Em setembro de 2020, a Comissão de Valores Mobiliários já havia autorizado a negociação dos BDRs de ações, que permitiu aos brasileiros investir, separadamente, em companhias de fora do país, como Amazon, Google e Apple.

Assim, agora, com a nova mudança, os investidores poderão acessar os ETFs (conjunto de empresas) listados em bolsas estrangeiras.

Para Felipe Paiva, diretor de relacionamento com clientes pessoa física da B3, essa é mais uma alternativa de investimento nos principais mercados globais.

“Toda grande economia possui um mercado financeiro e de capitais robusto e que oferece as mais variadas alternativas de investimentos. A ampliação dos diferentes tipos de BDRs vai ao encontro do momento de transformação que o país está vivenciando e da necessidade de diversificação das carteiras de investimentos dos brasileiros”, comenta, Paiva.

 

B3 tem 40 BDRs hoje

Ao todo, a B3 possui hoje, aproximadamente, 40 BDRs lastreados em ETFs Internacionais.

Nesse primeiro momento, somente 11 serão liberados para as pessoas físicas. Isso porque a regulamentação exige que o banco depositário, instituição que detém os papeis no Brasil, traduza todos os documentos e disponibilize as informações de cada BDR de ETF em português.

“Por se tratar de uma estrutura que envolve uma carteira de ativos financeiros é muito importante que as pessoas físicas tenham acesso fácil a todas as informações sobre os ETFs, sobretudo, nesse momento de divulgação do produto”, conclui Paiva.

Por fim, veja a lista completa dos BDRs de ETFs que estão disponíveis a partir de hoje:

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

lista completa dos BDRs de ETFs

 

O que é um BDR?

O BDR é um certificado emitido por instituições brasileiras que possibilita o acesso às ações das maiores empresas globais e ETFs mais negociados no mundo. É uma alternativa para diversificação de portfólio, pois ele pode ser acessado de forma simples, pelos sistemas das corretoras que atuam no Brasil, sem a necessidade de mandar dinheiro para o exterior.

Além de possibilitar a diversificação de investimentos, o acesso ao produto pelo investidor de varejo não é tributado pelo IOF e evita os custos relacionados à remessa de recursos para o exterior, como câmbio e manutenção de contas.

Assim, por refletir a performance de um ativo estrangeiro, é afetado pela variação do dólar em relação ao real, o que pode reduzir ou elevar o valor do investimento.