Metade das estreantes na B3 (B3SA3) tem lucro maior no 3º trimestre

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / YouTube / B3

Apenas neste ano, 24 companhias realizaram oferta pública inicial de ações (IPO) e a maioria registrou lucro no terceiro trimestre de 2020. Foi o caso de 19 das 24 companhias novatas.

Destas, 12 apresentaram crescimento do lucro no trimestre, sendo que a Mitre Realty (MTRE3) registrou a maior alta (331,9%).

Na sequência, aparece a Sequoia Logística (SEQL3), com alta de 192% no lucro e a Lojas Quero Quero (LJQQ3), com crescimento de 125,6% no lucro.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Confira as outras empresas que tiveram alta no lucro:

Queda do lucro

A Ambipar (AMBP3) teve queda de 98,9% no lucro líquido no terceiro trimestre deste ano, sendo a maior queda entre as novatas.

Em segundo lugar, aparece Grupo Soma (SOMA3), com queda de 45,4% no lucro líquido do terceiro trimestre de 2020.

Melnick Even (MELK3) e Track & Field (TCFO4) também viram o lucro cair no trimestre. O lucro líquido do Grupo Soma e Track & Field recuaram 28,5% e 30,7%, respectivamente.

Enquanto isso, a D1000 (DMVF3)Moura Debeux (MDNE3)Pague Menos (PGMN3) reverteram prejuízo em lucro.

Prejuízo

Apenas 5 das novatas tiveram prejuízo no terceiro trimestre de 2020. A Enjoei (ENJU3)Priner Serviços Industriais (PRNR3) tiveram aumento no prejuízo na comparação anual. O prejuízo da Enjoei cresceu 380% e a da Priner aumentou 67,6%.

Já a Boa Vista (BOAS3) e a Hidrovias Brasil (HBSA3) reverteram o lucro em prejuízo.

A 3R Petroleum (RRRP3) teve prejuízo R$ 50,3 milhões no trimestre, sem divulgar o resultado do terceiro trimestre de 2019.

Rentabilidade

Em relação à rentabilidade, a Locaweb (LWSA3) de longe teve a melhor rentabilidade entre as novatas da bolsa. A empresa de tecnologia acumula ganhos de 234,95% desde a sua estreia em fevereiro deste ano. Ou seja, o valor da ação da Locaweb cresceu 2,3 vezes em menos de um ano.

O desempenho do papel foi impulsionado pelo crescimento do e-commerce durante a pandemia. Quase um terço do faturamento da Locaweb vem desse segmento.

Confira os IPOs em andamento

Atualmente, o negócio da Locaweb é oferecer uma solução completa de e-commerce para empresas. Isso inclui integração com marketplaces (como o Mercado Livre), softwares de gestão, soluções logísticas e meios de pagamento.

Além disso, os dados operacionais reportados pela Locaweb vêm aumentando conjuntamente com seu valor de mercado.

No terceiro trimestre, a companhia divulgou crescimento do lucro líquido, Ebitda e da receita, 30,6%, 4,4% e 23,8%, nesta ordem.

Outros destaques positivos

Com desempenho aquém ao da Locaweb, a Sequoia Logística (SEQL3) é a segunda maior alta entre as novatas. A companhia de logística acumula ganhos de 31,15% 23,24% desde seu IPO em outubro.

O lucro líquido da companhia cresceu 192% no terceiro trimestre de 2020, totalizando R$ 13,9 milhões.

Já receita líquida da Sequoia atingiu R$ 277,5 milhões, crescimento de 124% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

Na sequência, aparece outra estreante de outubro, a varejista de moda, Track & Field (TCFO4), com alta de 23,24%.

Cabe lembrar que a oferta de ações da empresa de roupas esportivas saiu abaixo do piso da faixa indicativa de preço.

Apesar da alta de suas ações, a Track & Field reportou queda das principais linhas do balanço do terceiro trimestre deste ano.

O lucro líquido, Ebitda e receita líquida caíram, 30,7%, 19% e 7,5%, respectivamente.

Veja as demais altas entre as novatas:

  • Lojas Quero Quero (LJQQ3): +16,58%;
  • Petz Center Comércio (PETZ3): +13,43%;
  • Cury Construtora (CURY3): +12,05%;
  • Méliuz (CASH3): +4,28%;
  • Allpark (ALPK3): +1,57%;
  • Grupo Soma (SOMA3): +1,54%; e
  • Boa Vista (BOAS3): +0,78%.

Maiores baixas entre as novatas

Três das quatro empresas que realizaram seu IPO em fevereiro deste ano estão entre as maiores baixas, são elas: Moura Debeux (MDNE3), -42,16%; Priner Serviços Industriais (PRNR3), -32,61%; e Mitre Realty (MTRE3) -32,40%.

A Moura Dubeux registrou lucro líquido de R$ 14,9 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo prejuízo de R$ 20,6 milhões no mesmo período do ano passado.

O Ebtida ajustado somou R$ 31,4 milhões no terceiro trimestre de 2020, uma elevação de 22,6% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Já a receita líquida cresceu 3 vezes no período.

Apesar da melhora nos indicadores financeiras, a companhia registra a maior baixa entre as novatas, recuando 42,16%. Já a Priner recua 32,61%.

Dividendos: confira as ações mais recomendadas para novembro

Em seguida, as rede farmácias D1000 (DMVF3) e Pague Menos (PGMN3) apresentam retornos negativos de 34,02% e 18,16%, respectivamente.

Confira outras baixas:

  • Melnick Even (MELK3): -16,77%;
  • Hidrovias Brasil (HBSA3): -15,09%;
  • Lavvi (LAVV3): -13,89%;
  • Plano & Plano (PLPL3): -9,79%;
  • Grupo Mateus (GMAT3): -9,73%;
  • Ambipar (AMBP3): -7,54%;
  • Enjoei (ENJU3): -6,35%;
  • Aeris (AERI3): -1,23%;
  • 3R Petroleum (RRRP3): -0,48%.

Leia mais

Quer saber mais como investir no mercado de ações? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos irá entrar em contato.