B3 (B3SA3) retifica termos de reunião que aprovou R$ 9 bi em aumento de capital

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução

A B3 (B3SA3) retificou os termos da reunião realizada em 05 de março de 2020 que aprovou aumento de capital da companhia.

O Conselho de administração da B3 aprovou, por unanimidade, a proposta de aumento do capital social da companhia no valor de R$ 9 bilhões, mediante a capitalização de reservas de capital e sem a emissãode novas ações, dentro do limite do capital autorizado.

Dessa forma, o capital social da companhia passou de R$ 3,548 bilhões para R$ 12,548 bilhões, e continuando a ser representado por 2.059.138.490 ações ordinárias.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

Pague Menos (PGMN3) presta esclarecimentos à B3

A B3 questionou a Pague Menos sobre notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico, sob o título “Pague Menos prevê abrir mais 500 lojas”.

Em resposta, a Pague Menos disse acreditar que a menção na notícia decorre de uma inferência feita pelo autor da matéria, com base em um cálculo que tomou por base os dados históricos de abertura de lojas e de investimentos já divulgados pela companhia, e o montante dos recursos auferidos pela companhia na oferta destinados a abertura de novas lojas.

Dessa forma, a Pague Menos informou que não se trata de projeção ou guidance da administração da companhia acerca de seu crescimento futuro.

Kepler Weber (KEPL3): Tarpon Gestora de Recurso freduz posição acionária para 28,3%

A gestora Tarpon reduziu sua posição acionária na Keple Weber de 32,2% para 28,3%.

Conforme a gestora, o objetivo da participação é de investimento, portanto, poderá ser aumentada ou reduzida conforme condições de mercado.

Klabin (KLBN11) informa que a Sogemar aceitou reduzir relação de troca de ações e BNDESPar aceitou a incorporação

O braço de investimentos do BNDES, BNDESPAR e Sogemar firmaram acordo, pelo qual a Sogemar aceitou reduzir sua proposta para a relação de troca de ações na incorporação da Sogemar pela companhia e a BNDESPar manifestou seu apoio à realização da incorporação.

O acordo precisa ser aprovado pela diretoria da BNDESPAR e do conselho de administração da Klabin.

A Proposta Ajustada prevê a redução da quantidade de ações a serem emitidas pela Klabin em decorrência da incorporação da Sogemar para 69,3 milhões de ações ordinárias.

Além disso, estabelece convocação de nova assembleia para deliberar sobre a incorporação nos termos da proposta Ajustada, para ser realizada até 15 de dezembro de 2020.