B3 (B3SA3): fundo Votorantim Securities (FII VOT SEC) começa a negociar cotas

Marcello Sigwalt
null

Crédito: Site Como Investir Cap

O fundo de investimento imobiliário Votorantim Securities passou a ter suas cotas negociadas na B3 (B3SA3), nesta quarta-feira (1º).

Conforme comunicado divulgado ao mercado, o novo fundo recebeu o nome de pregão FII VOT SEC e código de negociação VSEC11.

Constituição do fundo

Na qualidade de administradora, a FII VOT SEC Ltda. revelou que o fundo é formado por 8.205.850 cotas subscritas e integralizadas, para um valor patrimonial unitário de R$ 95,87.

Ativos imobiliários

O comunicado informa, ainda, que o objetivo do fundo “é  proporcionar aos cotistas do Fundo ganho de capital e/ou rentabilidade ao seu investimento, primordialmente por meio de investimento em ativos financeiros de origem imobiliária”.

Tais ativos incluem títulos, valores mobiliários e direitos permitidos aos fundos.

Relação de ativos

São ativos-alvo do fundo, as Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras Hipotecárias (LH), cotas de outros FII, ações, debêntures, bônus de subscrição, além de cupons, direitos, recibos mobiliários, cotas do fundos e notas promissórias.

Também participam do FII VOT SEC, fundos de investimento em ações setoriais (construção civil ou mercado imobiliário); certificados de potencial adicional de construção; CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários);  cotas de FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios) e LIG (Letra Imobiliária Garantida).

‘Comunhão de recursos’

Na avaliação da Votorantim Asset Management DTVM, o FII VOT SEC resulta da “comunhão de recursos destinados à aplicação em ativos relacionados ao mercado imobiliário”.

O entendimento da empresa é de que “cabe ao administrador ou a uma instituição financeira específica, constituir o fundo e realizar o processo de captação de recursos junto aos investidores através da venda de cotas”.

A orientação é de que “os recursos da venda das cotas sirvam para aquisição de imóveis rurais ou urbanos, construídos ou em construção (para fins comerciais ou residenciais), aquisição de títulos e valores mobiliários ligados do setor (LCI, CRI e ações de companhias do setor)”.

Política versátil

A política de investimento do fundo é versátil.

Tanto pode ser específica, ao investir apenas em imóveis prontos para fins de locação de salas comerciais, quanto genérica — abre margem para aquisição de imóveis prontos ou em construção.

Uma vez adquiridos os imóveis, o fundo será remunerado com a sua locação, venda e arrendamento.

Mas se a aplicação for em títulos e valores mobiliários, o rendimento resultante será distribuído por esses ativos ou pela diferença entre o preço de compra e de venda (ganho de capital).

Os rendimentos decorrentes dessas aplicações, por sua vez, serão distribuídos periodicamente aos cotistas.

‘Condomínio fechado’

Com a constituição sob a forma de “condomínio fechado”, o FII tem como regulamento “não permitir que o resgate das cotas ocorra antes do fim do prazo de duração do fundo”.

Como a maior parte dos FIIs possui prazo de duração indeterminado (sem data específica de liquidação), caso o investidor decida sair do investimento, isso só será permitido “mediante a venda de suas cotas no mercado secundário”.

Site da B3 unifica informações do mercado

Facilitar o acesso dos clientes aos dados dos mercado de bolsa e de balcão, por meio de um formato de melhor qualidade, com mais informações, customizadas conforme o tipo de público.

Esse é o principal objetivo da substituição dos antigos portais BM&FBovespa e Cetip – que serão desativados, bem como o respectivo servidor – pelo acesso direto às informações do mercado via site da B3.

No site da B3, estão disponíveis para download ou consulta em tela as seguintes informações:

.  Cadastro de Instrumentos (listado e balcão).

. Ativos habilitados para negociação.

. Negócios consolidados de balcão e listado (pregão e after market).

. Todos os negócios realizados no dia, em cada um desses ambientes.

. Posições em aberto e negócios realizados no dia, de empréstimo de ativos.

. Negócios não liquidados.

. Posições em aberto de derivativos .

. Cenário de margem para ativos líquidos.

. Cenários de ágio e deságio máximos calculados pela B3 para os ativos mais negociados, que podem ser usados inclusive para a definição de margem de garantia.

Formatos customizados

As instituições financeiras já clientes da B3 poderão receber, além dos acessos descritos, informações antecipadas, em formatos customizados, por meio do Up2data ou Secure Client.

Lançado em 2018, o serviço Up2data divulga dados ‘de fim de dia’, como cadastro de instrumentos, posições em aberto, informações de negócios, preço de ajuste e de referência, indicadores econômicos dos mercados de commodities, juros, moedas e renda variável.

O Secure Client, por sua vez, se baseia na tecnologia Secure Transport, software de troca de arquivos que agiliza o envio e recepção de arquivos entre a B3 e os clientes, “de forma ágil, interativa e monitorada ”.