B3 (B3SA3): exercício de opções movimenta R$ 5,182 bi

Marcello Sigwalt
null
1

Crédito: Reprodução/Facebook

Na sessão dessa quinta-feira (16), o exercício de opções sobre o Índice Bovespa (Ibovespa) movimentou R$ 5,182 bilhões, com 55.184 contratos negociados.

Do volume total de operações exercidas, R$ 5,168 bilhões correspondem a opções de compra e outros R$ 14,425 bilhões, a opções de venda.

Maiores volumes

A seguir, veja os contratos com os maiores volumes de exercício:

Confira principais Ações para investir em Outubro

Série a 99 mil pontos movimentou R$ 1.060.290.000,00 em opções de compra.

Série a 101 mil pontos movimentou R$ 788.103.000,00 em opções de compra.

Série a 100 mil pontos movimentou R$ 398.600.000,00 em opções de compra.

Série a 87 mil pontos movimentou R$ 391.500.000,00 em opções de compra.

Série a 90 mil pontos movimentou R$ 387.000.000,00 em opções de compra.

Instituição: 2ª fase de doações para combate à Covid-19

A título de combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a B3 (B3SA3) pretende realizar doações no montante de R$ 50 milhões até o fim de ano.

A iniciativa visa, além de apoiar a saúde, preservar a renda de microempreendedores e garantir a segurança alimentar do segmento.

De caráter nacional, as doações dessa segunda etapa visam ampliar o alcance das ações voltadas à saúde, atendendo entidades de microempreendedores, agricultores sustentáveis, donos de negócios na periferia e comunidades carentes, preservando a renda desses segmentos.

Somente no que se refere à distribuição de alimentos em todo país, e para hospitais públicos – responsáveis pela maior parte do atendimento do SUS – a doação deverá chegar a R$ 17 milhões.

Iniciativas mais amplas

“Entendemos que o papel da B3 vai muito além da manutenção segura e organizada dos mercados de capitais e, por isso, estamos apoiando iniciativas mais amplas”, afirmou o presidente da B3 (B3SA3), Gilson Finkelsztain.

Na primeira fase do projeto, em março último, a B3 distribuiu R$ 12,3 milhões, em apoio de urgência à saúde pública, para aquisição de equipamentos hospitalares.

Também foram distribuídos recursos a instituições ligadas à segurança alimentar, para atendimento de parcelas da população em maior situação de vulnerabilidade social, incluindo moradores de rua e grupos de risco.

Para a última fase, estão previstas doações de R$ 20,7 milhões para projetos de renda e alimentação, precedidas de sugestões de colaboradores para indicações de instituições que vão receber os recursos.

De acordo com o cronograma fixado pela B3, os recursos terão os seguintes destinos

1ª fase:

Hospital das Clínicas SP.

Hospital das Clínicas Ribeirão Preto.

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês (gestão de hospitais públicos).

Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein (gestão de hospitais públicos).

Comunitas – Merenda em casa (transferência de renda para 110 mil alunos em extrema pobreza e que não recebem bolsa família).

Rio Contra Corona (cestas básicas e de higiene).

União SP (cestas básicas e de higiene).

Missão Belém (moradores de rua do Centro de SP).

2ª fase:

Fundo socioambiental Conexsus: financiamento de negócios comunitários alcançando mais de 150 mil pequenos agricultores.

Fundo Volta por Cima: crédito para 55 negócios de impacto social.

Matchfunding Salvando Vidas: entrega de suprimentos (ventiladores pulmonares, monitor de sinais, entre outros) e insumos (máscaras, luvas, avental, etc.) para quase 1 mil hospitais filantrópicos e Santas Casas.

Unidos contra a COVID-19 (Fiocruz): financiamento de pesquisas para tratamento e produção massiva de testes.

Todos pela Saúde (Redes da Maré): apoio ao combate do coronavírus para os moradores das 16 comunidades da Maré (RJ).

Ação da Cidadania: distribuição de 33 mil cestas básicas e kits de higiene beneficiando mais de 132 mil pessoas.

Amigos do Bem: distribuição de cestas básicas para 100 mil pessoas no sertão do Nordeste.

Comunitas – Merenda em casa: transferência de renda para 110 mil alunos em extrema pobreza e que não recebem bolsa família.

3ª fase:

Saúde, com foco em testagem e imunização.

Parceria com organizações para oferecer crédito a microempreendedores.

Segurança alimentar de populações vulneráveis.

Campanha interna com colaboradores.

Sobre a B3 Social

A B3 Social é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 2007, com o objetivo de alinhar a estratégia de investimento social privado da B3 à evolução de sua cultura corporativa.

É responsável pelas ações da Campanha #UmSóTime que doará até o final do ano R$ 50 milhões para instituições que estejam combatendo os impactos do novo coronavírus, nos eixos de alimentação, saúde e renda.

Sobre a B3

A B3 S.A. (B3SA3) é uma das principais empresas de infraestrutura de mercado financeiro do mundo e uma das maiores em valor de mercado, entre as líderes globais do setor de bolsas.

Conecta, desenvolve e viabiliza o mercado financeiro e de capitais e, junto com os clientes e a sociedade, potencializa o crescimento do Brasil.

Sua atuação ocorre nos ambientes de bolsa e de balcão, além de oferecer produtos e serviços para a cadeia de financiamento.

Com sede em São Paulo e escritórios em Londres e Xangai, desempenha funções importantes no mercado pela promoção de melhores práticas em governança corporativa, gestão de riscos e sustentabilidade.