B3 (B3SA3) e BlackRock anunciam lançamento de novos BDRs de ETFs

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Photo by Austin Distel on Unsplash

A B3 (B3SA3) e a BlackRock, maior gestora de recursos do mundo, anunciaram nesta quinta-feira (29) o lançamento de 26 novos BDRs de fundos de índices (ETFs) para negociação na bolsa brasileira a partir da próxima segunda-feira. Uma das razões para a estreia é pelo interesse crescente dos brasileiros por investimentos no exterior. 

Em geral, os BDR (Brazilian Depositary Receipts) são recibos de ações de empresas estrangeiras. Entretanto, os novos são recibos dos ETFs. Os fundos seguem os índices e têm cotas negociadas em bolsa. Portanto, quem compra o ativo está indiretamente investindo em ativos internacionais. 

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“Os investidores fizeram uma leitura do quanto esse instrumento de investimento é eficiente e de baixo custo. Mesmo para os institucionais, os BDRs de ETFs permitem uma gestão de portfólios também muito eficiente e embasada em estratégias consistentes”, disse Carlos Takahashi, presidente da BlackRock Brasil, em entrevista ao Valor Investe.

Conforme a divulgação da BlackRock, o novo tipo de produto chega a 65 ativos no mercado brasileiro. No fim de 2020, a gestora já havia ampliado o número de BDRs de ETFs na bolsa com o lançamento de 39 produtos. Destes, 23 já estão disponíveis para os pequenos investidores.

Objetivos

Com o complemento nas opções, há setores e países à oferta. Uma das novidades é, por exemplo, um BDR de ETF atrelado a ações de dispositivos médicos. Além disso, há um de serviços financeiros, um de ESG, um de dividendos, um de tecnologia e dois de REITs (sigla em inglês para Real Estate Investment Trust). 

A nova lista também traz novas localidades, como BDRs de ETFs de mercados emergentes, China, Austrália, Canadá, Suíça e França.

Conforme Takahashi, os investimentos são atrativos pelo potencial de recuperação das economias americana e europeia.

“O processo de vacinação tem ajudado muito a acelerar a retomada economia nos Estados Unidos. Na medida em que esse processo avançar para a Europa, ter essas ofertas para diversificação internacional é fundamental”, acrescentou.

Por enquanto, as novidades ficarão disponíveis apenas a investidores institucionais e qualificados. Contudo, a liberação para pequenos investidores ocorrerá quando todos os documentos relacionados ao investimento estiverem traduzidos para o português, o que está em andamento.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.