B3 (B3SA3) divulga a 11ª carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2 B3)

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: B3 / YouTube

A B3 (B3SA3) anunciou a 11ª carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2 B3), que vigora desta segunda (4) até 30 de abril de 2021.

Essa é a primeira carteira a contemplar empresas pertencentes ao IBrX 100 que apresentaram formalmente seus inventários de emissões de gases de efeito estufa à B3 em 2020.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Até então, eram convidadas apenas as empresas que faziam parte do IBrX 50, ou seja, as detentoras das 50 ações mais negociadas da bolsa.

B3: agenda ESG

“Com mais empresas produzindo e divulgando seus inventários de emissão de CO2, fazia sentido ampliar o escopo do índice para as 100 ações mais líquidas”,  afirma Ana Buchaim, diretora de Pessoas, Comunicação, Marketing e Sustentabilidade da B3.

“O mercado, que vem cada vez mais demandando investimentos ligados à agenda ESG, passa a ter acesso a um índice menos concentrado, ou seja, mais representativo do universo de empresas preocupadas em conhecer seus impactos ambientais e trabalhar para minimizá-los”, acrescenta.

Nova carteira

A nova carteira do ICO2 B3 reúne 62 ações de 58 companhias pertencentes a 22 setores.

Juntas, as companhias somam R$ 3,3 trilhões em valor de mercado, 63,63% do valor total de mercado das companhias com ações negociadas na B3, com base no fechamento de 30/12/2020.

O número de empresas é 132% maior em relação à carteira que vigorou em 2020, que tinha 26 ações, de 25 companhias.

O número de setores também aumentou, passando de 13 para 22.

Os novos setores representados são: água e saneamento, bebidas, comércio e distribuição para a área de saúde, comércio e distribuição para o segmento de consumo não cíclico, previdência e seguros, químicos, serviços médicos – hospitalares, análises e diagnósticos, siderurgia/metalurgia e telecomunicações.

Eles se somam aos 13 setores que já faziam parte do índice: alimentos processados, comércio, construção civil, energia elétrica, exploração de imóveis, intermediários financeiros, madeira e papel, máquinas e equipamentos, petróleo, gás e biocombustíveis, produtos de uso pessoal e de limpeza, serviços financeiros diversos, transporte e outros relacionados a empresas de serviços de consumo cíclico.

Performance

Desde que foi criado, em 2010, o ICO2 B3 apresentou performance de 153,85% contra 82,69% do Ibovespa (base de fechamento em 30/12/2020). No mesmo período, o ICO2 B3 teve ainda menor volatilidade: 24,52% contra 25,39% do Ibovespa.

O rebalanceamento dos índices B3, incluindo o ICO2 B3, acontece quadrimestralmente. A carteira divulgada hoje considera a composição do IBrX100 atual.

A cada 4 meses a carteira pode ter mudanças, para contemplar apenas ações que estão entre as 100 mais negociadas.

LEIA MAIS

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.