B2W Digital (BTOW3) firma parceria com a rede de franquia internacional Johnny Rockets

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação B2W

A B2W Digital (BTOW3) – detentora das marcas Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato – firmou parceria com o Johnny Rockets, uma das maiores redes de franquia internacional de restaurantes, especializado em fast food. A marca, que opera 25 restaurantes, sendo oito próprios e 17 franquias, em oito estados do Brasil, começará a vender seus produtos no site e app da Americanas.

A chegada do Johnny Rockets ao serviço de entrega rápida da B2W permite à plataforma expandir sua presença em categorias de alta frequência de compras, como o segmento de restaurantes.

“Em 2020, aceleramos as iniciativas que integram o mundo físico e online para oferecer cada vez mais comodidade e produtos para os nossos clientes. A parceria com o Johnny Rockets é mais um importante passo de crescimento desse projeto”, explica Jean Lessa, diretor de Tecnologia e Marketplace da B2W Digital.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

“A B2W avança no mercado de delivery com uma expertise conquistada por anos à frente de suas marcas, já tão consolidadas no mercado brasileiro. Estamos muito animados em levar o Johnny Rockets cada vez a mais lugares e para mais pessoas, de forma democrática”, afirma Álan Torres, Diretor Geral do Johnny Rockets Brasil.

A rede já vem investindo em modelos reduzidos de loja, orientados para o delivery ou take away, mesmo antes da pandemia. O modelo Johnny Go terá cerca de 15 lojas até o fim de 2021.

A Johnny Rockets já entra se beneficiando da recente criação do Marketplace Local, que utiliza o conceito de vizinhança para entregas rápidas de pedidos.

Em uma estratégia agressiva de aceleração de sua operação O2O (online-to-offline), a B2W firmou importantes parcerias em 2020.

 

BRF (BRFS3) estimula adoção de energia solar

A BRF (BRFS3) está trabalhando para ampliar em 50% a autoprodução de energia elétrica provenientes de fontes limpas ou renováveis nos próximos 10 anos, como estabelecem as metas do plano Visão 2030, anunciado em dezembro do ano passado.

O plano BRF de Sustentabilidade – Nossas Ambições prevê a atuação em sinergia com os parceiros e impactar positivamente as comunidades; inovar e obter soluções sustentáveis para desafios globais; promover o bem-estar animal; ser inclusivo, plural e diverso; e preservar o meio ambiente e ser ecoeficiente.

A empresa firmou um convênio com o Banco do Brasil que disponibilizará R$ 200 milhões em limites de crédito. O objetivo é o financiamento de investimentos na instalação de painéis de energia solar nas granjas.

O projeto piloto prevê a implantação inicial em um grupo de produtores integrados pré-definidos em Santa Catarina e no Paraná. Na segunda etapa, o programa será ampliado para atingir 100% dos integrados.

O diretor geral de Agropecuária, Fábio Stumpf, destaca que a proposta é oferecer aos produtores acesso a condições de financiamento com custos melhores do que aqueles oferecidos normalmente pelo mercado. O prazo dos contratos será de 10 anos, com taxas pré-fixadas e carência de seis meses para iniciar o pagamento.

“Outro ponto importante é que a BRF está fazendo um pool de compras no mercado de modo que o produtor tenha acesso a um equipamento com tecnologia de ponta, garantia estendida e um custo menor do que se fosse comprar diretamente do fornecedor”, ressalta.

A ideia é montar esse programa piloto no início de 2021, com a implantação ainda no primeiro trimestre. Mas na sequência esses benefícios serão estendidos para outros produtores integrados que atendem à companhia.

 

Termelétrica Pernambuco (TEPE11) anuncia pagamento de juros de debêntures

A Termelétrica Pernambuco (TEPE11) comunicou aos detentores das 1ª, 2ª, 3ª e 4ª séries das debêntures da 1ª Emissão de Debêntures Simples, não conversíveis em ações, emitidas em 25  de novembro de  2013, que efetuará pagamentos referentes a juros remuneratórios e juros de mora parciais das debêntures.

O pagamento será em 15 de janeiro.

Os pagamentos referem-se à deliberação em Assembleia Geral de Debenturistas realizada em 04 de dezembro de 2020 pela prorrogação do acordo temporário entre a Companhia e os detentores das Debêntures, válido até 10 de fevereiro de 2021, ocorrendo pagamentos mensais que serão previamente informados aos detentores das Debêntures por meio de Aviso aos Debenturistas.

 

Copasa (CSMG3) pagará juros e remuneração de debêntures

A Copasa (CSMG3), Companhia de Saneamento de Minas Gerais, informou aos debenturistas o pagamento de juros referentes à 12ª Emissão de Debêntures da Companhia.

O pagamento será feito em 15 de janeiro.

Serão pagos R$ 28,44133942 em juros por cada debênture da 1ª série. E outros R$ 29,6031106 por cada debênture da 2ª série.

 

Autoban paga juros de debêntures

A Concessionária do Sistema Anhanguera-bandeirantes S.A., AutoBAn, comunicou o  pagamento de juros da série de debêntures do dia 15 de janeiro de 2021.

Serão pagos R$ 21.125.806,89 em juros.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.