B2W (BTOW3) tem queda de 64,1% no prejuízo no 3TRI20

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação B2W

A B2W (BTOW3) reportou prejuízo de 36,8 milhões no terceiro trimestre de 2020, redução de 64,1% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

As despesas ajustadas somaram R$ 584,4 milhões.

Os custos das mercadorias e serviços vendidos totalizou R$ 1,827 bilhão, um aumento de 61,8%.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 97,8 milhões no terceiro trimestre, uma melhora de 35,5%.

GMV salta mais de 50%

O volume bruto de mercadorias (GMV, na sigla em inglês) total atingiu R$ 7,264 bilhões no trimestre, uma elevação de 56,2%.

Enquanto isso, o marketplace cresceu 54,7%, atingindo R$ 4,396 bilhões.

O tráfego no mobile alcançou 82,5% no trimestre, alta de 4,9 ponto percentual.

Ebtida sobe 65,7%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 252,3 milhões, uma elevação de 65,7% na comparação ano a ano.

A margem Ebitda ajustado alcançou 9,5% no terceiro trimestre, alta de 0,4 ponto percentual.

Receita da B2W cresce 58,5%

A receita líquida da B2W cresceu 58,5% no terceiro trimestre, totalizando R$ 2,66 bilhões.

O lucro bruto ajustado totalizou R$ 836,7 milhões, crescimento de 51,7% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

Já a margem bruta atingiu 31,4% no terceiro trimestre de 2020, baixa de 1,4 ponto percentual.

A dívida líquida da B2W encerrou setembro em R$ 4,572 bilhões.

A B2W utiliza sua geração de caixa priorizando investimentos que apresentem os melhores retornos para os acionistas. Assim sendo, o CAPEX totalizou R$ 176,3 mil, representando
2,4% do GMV Total