B2W (BTOW3) lidera altas; Sabesp (SBSP3) também sobe

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

As ações da B2W Digital (BTOW3) são destaque na sessão desta sexta-feira (16) no Ibovespa. Por volta das 14h18, os papéis da empresa de e-commerce subiam 4,56%.

A segunda maior alta do Ibovespa fica por conta da Sabesp (SBSP3), que sobe 3,25%. Com a terceira maior alta da bolsa de valores está a Raia Drogarias (RADL3). Os papéis da rede de farmácias têm elevação de 2,85%.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Na sequência, surgem as ações do Assaí (ASAI3), que sobem 2,40%.

Fechando a lista de altas do índice, surge a Hering (HGTX3), cujas ações registram valorização de 2,27%.

O Ibovespa opera com queda de 0,29% aos 127.102,98 pontos.

Maiores quedas do Ibovespa

Entre as ações que mais caem na sessão desta quarta-feira, está A Companhia Siderúrgica Nacional – CSN (CSNA3). Os papéis registram retração de 3,17%.

Em seguida, a Braskem (BRKM5) cai 2,71% e tem a segunda maior retração da bolsa de valores.

A Embraer (EMBR3) vem logo em seguida. As ações da companhia de aviação são negociadas com desvalorização de 2,13%.

Suzano (SUZB3) surge com a quarta maior retração do índice. Esta cai possui uma desvalorização de 1,73%.

Fechando a lista de maiores perdas do dia, está a Eneva (ENEV3). Os papéis da produtora de gás natural caem 1,56%

Mais destaques

A ação mais negociada do dia é da Vale (VALE3)Os papéis da mineradora vêm sendo negociadas com queda de 1,44%

Em seguida, surgem as ações do Petrobras (PETR4). As ações da petroleira são negociadas com queda de 0,11%.

A B2W Digital (BTOW3) tem a terceira ação mais negociada do dia. Ela é seguida pelo Bradesco (BBDC4), cujas ações são vendidas com desvalorização de 1,20%.

Fechando a lista das ações mais negociadas do dia está a Magalu (MGLU3). As ações da empresa de lojas de varejo operam em alta de 1,60%.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3