Azul (AZUL4) registra queda de 24,6% na demanda em março devido ao coronavírus

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.

Crédito: Reprodução/Wikipedia

A Azul (AZUL4), maior companhia aérea do Brasil em número de voos e cidades atendidas, anuncia nesta terça-feira (7), os resultados preliminares de tráfego de março de 2020. Importante frisar que são os primeiros dados após a pandemia de coronavírus.

Segundo comunicado, o tráfego de passageiros consolidado (RPKs) caiu 24,6% em comparação com março de 2019, frente a uma diminuição de 17,2% na capacidade (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 73,5%, 7,3 pontos percentuais abaixo que o mesmo período de 2019.

“Durante as duas primeiras semanas de março, nós vimos tendências saudáveis de demanda, com o tráfego de passageiros aumentando 20% na comparação anual. Desde então, reagimos rapidamente às mudanças no mercado decorrentes da pandemia do Covid-19, com a capacidade total caindo mais de 50% ano contra ano nas últimas duas semanas do mês. De 25 de março a 30 de abril, esperamos operar 70 voos diretos por dia para 25 cidades, o que representa uma redução de 90% da capacidade total em relação ao ano passado”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

 

Fonte: Azul

Primeiro trimestre

No primeiro trimestre de 2020, o tráfego de passageiros consolidado (RPKs) subiu 10,8%, já a capacidade (ASKs) cresceu 12%, o que resultou numa redução da taxa de ocupação em 0,9 p.p.

LEIA MAIS

Gol (GOLL4) prevê redução de 7% na demanda e de 4% na oferta no 1TRI20

Petrobras (PETR3 PETR4) reduz produção e anuncia óleo em Campos