Azul (AZUL4) tem alta de 41% na demanda por voos em outubro

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação

A Azul (AZUL4) informou, nesta quinta (5), os resultados preliminares do movimento de passageiros em outubro de 2020.

O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 41,0% em relação a setembro de 2020, ante um crescimento de 42,6% na capacidade (ASKs).

Isso resultou em uma taxa de ocupação de 79,3%.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

A taxa de ocupação doméstica foi de 80,7% e a internacional ficou em 65,3%.

Azul: estratégia de malha

“A recuperação da demanda doméstica no Brasil continua sendo uma das mais rápidas do mundo”, disse o disse John Rodgerson, CEO da Azul.

“São Paulo está na fase “verde” de seu plano de resposta à covid-19. Com a chegada do verão, estamos entrando nos meses de alta temporada para viagens nacionais”, acrescentou.

“Estamos vendo uma forte demanda por nossos voos domésticos e permanecemos fiéis à nossa estratégia de malha. Somos a única companhia aérea em mais de 70% das rotas que voamos”, disse o CEO.

“Nós estamos otimistas com a evolução da retomada nos próximos meses”, concluiu.

Azul (AZUL4) informa emissão de debêntures no valor de R$ 1,6 bilhão

Fundos imobiliários: confira os FIIs recomendados para novembro

Dividendos: confira as ações mais recomendadas para novembro

Quer uma assessoria especializada para saber como se proteger das oscilações do mercado cambial? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos irá entrar em contato!