Azul (AZUL4) prevê atingir 60% da capacidade pré-pandemia até dezembro

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação

A Azul (AZUL4) formalizou nesta segunda-feira (31) suas projeções para o segundo semestre de 2020, já anunciadas em 13 de agosto último.

“Continuamos a reconstruir lentamente nossa malha, e esperamos alcançar 60% da nossa capacidade pré-Covid em dezembro”, diz a empresa em nota.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A comparação é com dezembro de 2019.

A formalização das projeções foi um pedido em ofício da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Azul flexível

“A frota da Azul conta com uma flexibilidade como nenhuma outra companhia aérea no Brasil”, segue a empresa.

A Azul opera com aeronaves que variam de 9 a 214 assentos.

Isso, de acordo com a companhia, “permite customizar a malha de acordo com a evolução da demanda”.

“Estamos confiantes neste progresso apresentado até agora, e esperamos que esse crescimento sequencial da demanda continue, em linha com a retomada da economia”, diz.

Queima de caixa

Para o segundo semestre, a Azul espera uma média de queima de caixa diário de aproximadamente R$ 3 milhões.

Isso “sem amortização de dívida programada, como resultado das negociações em andamento com seus parceiros financeiros”.

Ou seja, esta estimativa considera entradas de caixa proveniente das vendas, todas as negociações de despesas operacionais, e inclui pagamentos de arrendamento e de juros.

Além disso, a empresa estima “um pagamento referente à arrendamentos operacionais de aproximadamente R$ 471 milhões no mesmo período”.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.