Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e Latam voltam a operar em junho com 100 novos voos

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Divulgação

As três principais empresas aéreas do Brasil, Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e Latam, anunciaram que ampliarão suas operações em junho.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Apesar de a pandemia de coronavírus impedir o funcionamento normal das atividades, as companhias anunciaram que terão, em média, 100 novos voos diários a partir do próximo mês.

Serão 32 novos voos da Gol, 53 da Azul e 15 da Latam, em média. Esta última, aliás, informou que pretende voltar, aos poucos, ao nível pré-pandemia, época em que fazia, em média, 750 voos diários no País.

Congonhas em movimento

empresas aéreas, BNDES, coronavírus, avião, estrangeiros

As operações das três principais empresas do setor aéreo começam a voltar ao normal nesta sexta-feira (22), no Aeroporto de Congonhas.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Depois de mais um mês sem qualquer voo comercial, o aeroporto da capital paulista será “reinaugurado” pela Latam, primeira das três a voltar a operar no local.

A empresa tem 4 voos agendados para esta sexta, sendo dois para o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e outros dois para Brasília, no Distrito Federal.

No domingo (24), será a vez da Gol “reestrear” em Congonhas, enquanto a Azul somente deverá voltar a usar as instalações do aeroporto da capital por volta do dia 15 de junho.

A Anac informou que, dos 14.781 voos previstos para o período, a malha aérea atende em maio apenas 8,48% do total – 1.254 voos.

Voos internacionais

A Latam informou que também voltará gradativamente a operar voos internacionais e que, a partir de São Paulo, os primeiros destinos serão Frankfurt, Londres, Madri, Miami e Santiago.

Do Chile, também sairão voos para Miami, nos Estados Unidos.

Números da queda

Latam

A queda nos voos internacionais por conta da pandemia chegou quase aos 100%, com a paralisação das atividades só não sendo total por conta das viagens para repatriação de brasileiros.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, foram transportados 44% menos passageiros pagos em março de 2020, com taxa de ocupação das aeronaves de 66,7% (-17,6%), quando comparada ao mesmo mês de 2019.

A pandemia fez com que as três principais empresas brasileiras perdessem boa parte da demanda de seus voos internacionais.

Segundo a Anac, as quedas foram de 45,3% na Latam, 44,1% na Gol e 34,6% na Azul em março, quando comparadas ao mesmo período de 2019.

Em abril, a demanda por voos domésticos recuou 93,1%, com queda na oferta de 91,6%. Já nos voos internacionais, a redução na demanda foi de 96,1%, com oferta 91,1% menor que no mesmo mês de 2019.

Números da Abear

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a oferta de assentos nos aviões recuou 91,35% no mesmo período, e os dois índices são os piores da série histórica da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac).

O desempenho na taxa de ocupação dos aviões em abril foi o pior desde junho de 2010, ficando em 65,45%, com diminuição de 16,42 pontos percentuais na comparação anual.

O volume de passageiros transportados teve resultados ainda piores, registrando retração de 94,55% em voos nacionais – 399.558 pessoas, o pior dos últimos 20 anos.

Ações em queda

As ações da Gol (GOLL4) e da CVC Operadora de Viagens (CVCB3) fecharam o dia em queda.

A Gol registrou índice negativo de 1,42% nesta quinta-feira, enquanto a CVC ficou com -2,27%.

Já a Azul (AZUL4) terminou a quinta-feira em alta de 0,65%.

Medidas sanitárias

À medida em que vão reabrindo e ampliando suas demandas por voos, as companhias também precisarão se adequar às novas normas sanitárias estabelecidas pelo setor de aviação.

Na última terça-feira (19), essas medidas foram anunciadas e, entre elas, as principais novidades são a necessidade de uso de máscaras durante todo o voo, regras para o serviço de bordo e distanciamento de ao menos dois metros entre as pessoas nos aeroportos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir