Azul (AZUL4) divulga plano de expansão operacional no Amazonas

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Azul/Divulgação

A Azul (AZUL4) anunciou nesta quinta (10) um plano de expansão regional no Amazonas. A empresa planeja adicionar à sua malha aérea oito novos destinos no estado ainda no segundo semestre deste ano.

As novas operações para São Gabriel da Cachoeira, Barcelos, Apuí, Eirunepé, Itacoatiara, Humaitá, Borba e Novo Aripuanã terão, segundo a Azul, início após a conclusão dos investimentos em infraestrutura aeroportuária.

O anúncio foi feito na manhã de hoje em Manaus e Brasília, em encontro entre representantes da empresa, os ministros da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do Turismo, Gilson Machado, além de parlamentares da bancada amazonense.

Descubra novos caminhos para multiplicar seu patrimônio. Aprenda hoje a investir R$ 300 mil com os melhores desempenhos.

São Gabriel da Cachoeira, cidade que a Azul havia anunciado interesse em operar, tem data para receber voos da companhia. “Os voos com destino a Manaus serão cumpridos três vezes por semana com as aeronaves brasileiras da Embraer, que comportam até 118 passageiros, a partir de 3 de agosto”, informa a companhia.

As vendas para o novo destino da companhia começaram nesta quinta, assim como a comercialização de passagens aéreas para Parintins — município que já conta com operação da Azul Conecta, e passará a ter os aviões da Embraer a partir do dia 2 de agosto.

Segundo a Azul, Coari, Lábrea e Maués, outros destinos atendidos que despertam o interesse da Azul Conecta, terão suas operações implementadas conectando Manaus até outubro. “A expectativa da empresa é oferecer melhores opções de horários e conectividade para esses voos”, diz a Azul.

BDRs. Alternativas para investir no exterior diretamente da bolsa brasileira

Azul: 27 voos diários a partir de Manaus e 23 destinos

Com os novos destinos e a reativação de cidades, a Azul diz que pretende ter no Amazonas uma operação que utilizará todos os tipos de aeronaves da frota, de nove a até 300 assentos, operando cerca de 27 voos diários a partir de Manaus e atendendo 23 destinos diretos desde a capital amazonense.

“Nosso acordo com o governo do Amazonas e a administração federal permitirá que, pela primeira vez em sua história mais recente, o Amazonas tenha uma grande quantidade de cidades servidas por uma companhia aérea de expressão nacional e internacional”,  diz John Rodgerson, presidente da Azul.

“Vamos utilizar todos os modelos de aviões de nossa frota, baseando tripulação, aeronaves e manutenção em Manaus, garantido assim perenidade e regularidade às operações. Esse movimento é mais uma ação da Azul para alcançar a meta de chegar a 200 cidades atendidas no país nos próximos anos”, complementa.

O detalhamento da operação planejada para o Amazonas, de acordo com o Azul, terá esta configuração: