Azul (AZUL4): Prejuízo cresce 122,7% no 3TRI, para R$ 1,22 bi

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação Azul

A Azul (AZUL4) reportou prejuízo líquido de R$ 1,226 bilhão no terceiro trimestre de 2020, um aumento de 122,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a empresa, o resultado foi impactado pelo impacto da pandemia de Covid-19 na demanda de passageiros.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 1,037 bilhão, redução de 6,4% sobre as perdas financeiras no terceiro trimestre de 2019.

BDRs, Day Trade, Unicórnios e novos IPOs.

Hoje é dia de insights para investir em 2021.

Os custos e despesas operacionais somaram R$ 1,053 bilhão, redução de 57,9% na comparação anual.

Ebitda recua 78,4%

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) somou R$ 198,3 milhões no terceiro trimestre de 2020, uma queda de 78,4% em relação ao terceiro trimestre do ano passado.

A margem Ebtida atingiu 24,6% no terceiro trimestre de 2020, baixa de 5,7 pontos percentuais na comparação anual.

Receita

A receita líquida atingiu R$ 805,3 milhões no período, um recuo de 73,4% em relação ao mesmo período de 2019.

Mas, em relação ao segundo trimestre de 2020, houve alta de 100,5%.

Investimentos

A Azul investiu R$ 44,1 milhões no terceiro trimestre de 2020.

Os aportes foram destinados principalmente para  manutenção de motores e aquisição de peças de reposição.

A Azul possuía uma frota operacional de passageiros de 139 aeronaves e uma frota contratual de passageiros de 165 aeronaves, com idade média de 6,0 anos.

Dívida da Azul

A liquidez imediata totalizou R$ 2,30 bilhões, comparado com R$2,25 bilhões no fim do último trimestre. Esse valor não considera os recursos recentemente captados com a oferta de emissão de debêntures conversíveis de R$ 1,7 bilhão.

Já a liquidez total da Azul foi de R$ 6,9 bilhões, incluindo investimentos de longo prazo, ativos disponíveis e reservas de manutenção.

A dívida líquida da Azul encerrou o terceiro trimestre em R$ 14,771 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida ajustado, ficou em 11,3 vezes no final do trimestre. Um ano antes a alavancagem financeira era de 3 vezes.

Projeções

A Azul atualizou suas projeções para o quarto trimestre de 2020. A oferta de voos operados pela companhia passou de 60% para 70% da capacidade do mesmo período de 2019.

O consumo médio caixa estimado é de R$ 1,5 milhão, antes era de R$ 2,5 milhões.

Enquanto o pagamento de arrendamento caiu de R$ 471 milhões para R$ 324 milhões no quarto trimestre. Isso representa uma redução de 60% em relação ao plano original.

Confira os principais destaques do balanço da Azul:

Leia Mais

Teste de impairment: para que serve e qual a sua importância?

Para participar da nova edição da Money Week, de 23 a 27 de novembro, inscreva-se

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.