Auxílios em estados totalizam R$ 4,6 bilhões; veja mais notícias

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os auxílios pagos em 22 estados do país totalizam um montante de R$ 4,6 bilhões. Matéria do Valor Econômico mostra que com dinheiro em caixa alguns governos montam rede de proteção social. Estes observam que é necessário ampliar essa rede. Estes Estados oferecem programas de ajuda aos mais vulneráveis que somam R$ 4,6 bilhões.

Desemprego deve continuar elevado até 2026

O cenário de desemprego alto deve permanecer pelo menos até 2026. Levantamento publicado pela Folha de S.Paulo mostra que com uma taxa de desocupação de 13,2%, o Brasil está longe do ideal de 8% a 10%. A conclusão é de um estudo feito pelo economista Bráulio Borges, da FGV Ibre e LCA.

Comércio online ganha espaço com pandemia

Pandemia muda hábitos de consumo e acelera comércio online no país. Matéria do Valor Econômico revela que os brasileiros passaram a comprar mais pela internet e mudaram seus hábitos. Mesmo com a redução dos casos de covid-19 e a volta das pessoas às lojas físicas, o consumo digital deve permanecer em alta no país.

Bolsonaro faz aceno a outras siglas do centrão

O presidente Jair Bolsonaro ainda busca uma solução para sua filiação a um partido visando as eleições do ano que vem, segundo O Globo. No âmbito da negociação com o PL, Bolsonaro informou que cabe ao presidente do partido, Valdemar da Costa Neto, apresentar a solução para os impasses nos estados que emperraram a negociação. Outras opções surgem no cenário, como o PP e o Republicanos.

Geração solar cresce no país

A energia solar gerada no país ganha espaço e sua capacidade já equivale a quase uma hidrelétrica de Itaipu. Matéria do Estadão aponta que, com o alto custo da energia elétrica, buscam-se outras soluções de consumo. Com isso, a capacidade de geração de painéis instalados em telhados e fachadas residenciais saltou de 4,7 GW para 7,3 GW de janeiro a novembro, alta de 53%.