Auxílio desemprego nos EUA cai para 293 mil; projeção era de 319 mil

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os pedidos de auxílio desemprego nos Estados Unidos (EUA) caíram para 293 mil novas requisições na semana encerrada em 9 de outubro. A projeção era de 319 mil novos pedidos. Os dados foram divulgados pelo Departamento do Trabalho do país. Os dados da semana anterior também foram revisados. Estes passaram de 326 mil para 329 mil novos pedidos.

Com relação à média móvel de quatro semanas, esta ficou em 334.250. Há uma diminuição de 10.500 novos pedidos em relação à média revisada da semana anterior. Este é o nível mais baixo para esta média desde 14 de março do ano passado. Na ocasião, o número de entradas de auxílio foi de 225.500. A média da semana anterior foi revisada em de 344.000 para 344.750 novos pedidos.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Sendo um dos indicadores americanos mais debatidos pela sociedade, os pedidos semanais de seguro-desemprego nos EUA registram de forma constante a situação econômica dos EUA. Até porque, eles refletem a situação dos empregos em geral no país semanalmente, com divulgação do dado toda quinta-feira.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Auxílio desemprego

Auxílio desemprego: dados não ajustados totalizam 277 mil novos pedidos

Com relação aos dados não ajustados, estes totalizaram 277.632 na semana encerrada em 9 de outubro. Estes pedidos incluem aqueles feitos por meio de programas estaduais.

Com isso, houve uma elevação de 16.017 novas requisições (ou 6,1%) em relação à semana anterior. Os fatores sazonais previam aumento de 52.018 (ou 19,9%) frente a semana anterior.

Além disso, para a semana encerrada em 9 de outubro, 38 estados relataram 21.913 pedidos iniciais de auxílio pandemia.

Benefícios estendidos

Sobre os benefícios estendidos da pandemia, o acumulado até 25 de setembro chegou a 3.649.013 de requisições. Foi uma diminuição de 523.426 em relação à semana anterior. No mesmo período do ano passado, havia 24.902.586 pedidos em andamento.

Durante a semana que terminou em 25 de setembro, os benefícios estendidos estavam disponíveis em quatro estados: Alasca, Connecticut, Nova Jersey e Novo México.

Com relação ao desemprego, as maiores taxas foram verificadas em Illinois (4,4%), Porto Rico (4,3%), Califórnia (3,3%), Havaí (2,9%), Ilhas Virgens (2,8%), Nova Jersey (2,7%), Distrito de Columbia (2,6%), Nevada (2,6%), Alasca (2,5%) e Pensilvânia (2,5%).