Aura Minerals (AURA33) anuncia recorde de produção

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Aura Minerals (AURA33) anunciou recorde de produção nos resultados preliminares do quarto trimestre de 2020.

A produção trimestral da Aura Minerals atingiu o recorde de 68.964 onças de ouro equivalente (GEO) durante o quarto trimestre de 2020. Ou seja, um crescimento de 29% quando comparado as 53.386 GEO no mesmo período de 2019.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

“Alcançamos 20% de crescimento de produção no quarto trimestre em comparação ao terceiro trimestre e ainda há oportunidades pela frente. No ano de 2020,apesar do impacto negativo da pandemia em nossas operações no primeiro semestre, a Aura produziu mais de 200.000 onças de ouro equivalente, um aumento de mais 15% em comparação a 2019. Esperamos um ano ainda melhor em2021”, afirmou o CEO da Aura Minerals, Rodrigo Barbosa.

 

Inonibras Inoculantes decide não distribuir dividendos

Em fato relevante, a Inonibras Inoculantes informou o conteúdo da assembleia geral ocorrida em 5 de novembro de 2020.

Em deliberação estava a votação do relatório da diretoria e as demonstrações financeiras do exercício de 2019, que foram aprovadas.

Com lucro de R$ 2.028.429,55 ao fim de 2019, compensados os prejuízos acumulados dos exercícios anteriores e restante pouco saldo do lucro líquido, os acionistas decidiram por não distribuir dividendos.

Na reunião, foi fixada a remuneração mensal dos administradores. Foi proposta R$ 8,5 mil para o diretor presidente, e R$ 20,250 mil para os diretores industrial e administrativo, além de R$ 500 para membros do conselho de administração. Os conselheiros Shigeji Miyawaki e Kazuo Hayashi renunciaram de receber a renumeração.

Os membros do conselho de administração foram reeleitos para até 2023.

 

Romi (ROMI3) marca data de assembleia geral

A Romi (ROMI3) marcou para 16 de março de 2021, às 14h, sua assembleia geral de acionistas.

Conforme divulgado através do Calendário de Eventos Corporativos da Companhia, a assembleia possibilitará ao acionista a participação através do boletim de voto à distância.

Poderão ser solicitados a inclusão de propostas de deliberação os acionistas titulares de pelo menos 3% do capital social da companhia até 1º de fevereiro e de candidatos ao conselho de  administração e/ou ao conselho fiscal, os acionistas titulares de pelo menos 1,5% do capital social da companhia, até 19 de fevereiro de 2021.

 

LM Transportes celebra aditamento de emissão de debêntures

A LM Transportes Interestaduais Serviços e Comércio informou que celebrou o segundo aditamento da segunda emissão pública de debêntures simples. Elas são do tipo simples, não conversíveis em ações.

Após deliberação da assembleia geral, as partes aprovaram a alteração do Índice Financeiro de Dívida Líquida/EBITDA < 3,0 para Dívida Líquida/EBITDA < 3,5.

Ficaram ratificadas todas as cláusulas, itens, características e condições constantes da escritura de emissão que não foram alteradas no aditamento.

 

Leia Mais: 

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo