Áudio revela delator vendendo versão para enganar a Lava Jato do Rio, diz MPF

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.
1

Crédito: Foto: Reprodução de TV

Foram revelados áudios obtidos pelo Portal G1 no qual o ex-subsecretário de Saúde do Rio de Janeiro, César Romero, negocia mentir em uma delação premiada, fechada em março de 2017 com a Lava Jato do Rio.

Romero foi preso nesta quinta-feira (16), em um prédio no Centro do Rio de Janeiro.

As gravações haviam sido feitas pelo empresário Daniel Gomes da Silva, então dirigente da Cruz Vermelha Brasileira. O material foi entregue à Justiça quando também virou delator, na Operação Calvário, ação do Ministério Público da Paraíba.

Daniel informou que César Romero recebeu a quantia de R$ 205 mil para, ao prestar depoimento ao Ministério Público do Rio (MPF-RJ), falar que Gomes não tinha participado de nada.

Em um dos áudios Daniel comemora: “Só de você estar fazendo delação, correndo risco, de estar mentindo na delação, isso é um ponto favorável”.

A defesa de Romero disse que estuda o processo e não irá se manifestar.

Não se conseguiu contato com Daniel Gomes da Silva.

Com informações G1


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374