Associação Paulista de Supermercados (Apas) não vê risco de desabastecimento pela chuva

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.

Crédito: Divulgação

São Paulo foi atingido por um forte temporal na segunda (10). Ruas ficaram alagadas e interditadas, aulas foram canceladas. Foi o dia mais chuvoso em 25 anos. Além de todos os transtornos, também gerou preocupação dos moradores sobre um possível desabastecimento nos supermercados.

Mas isso não deve ocorrer. Conforme informou o Portal Terra, a previsão da Associação Paulista de Supermercados (Apas) diz que o desabastecimento nos supermercados não irá afetar a capital:

“As faltas de produtos podem ser pontuais”, diz Ronaldo dos Santos, presidente da Apas.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Essas questões pontuais tendem a acontecer, principalmente para legumes e verduras, cujo reabastecimento é diário. Já para algumas frutas há estoque.

A preocupação sobre desabastecimento nos supermercados se deve também ao fechamento da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). O local ficou fechado por causa dos alagamentos e os comerciantes tiveram que descartar os alimentos que foram atingidos pelas enchentes. A estimativa é que o prejuízo chegue a R$ 12 milhões.

Em um primeiro momento, o desabastecimento pode ocorrer em feiras livres e pequenos mercados.

Foi informado pela Ceagesp que não haverá nesta terça-feira, 11, a feira de flores que começa à meia noite.