Assaí (ASAI3) e Carrefour (CRFB3) são destaques devido a atacarejo

Renata de Souza
Colaborador do Torcedores
1

As grandes supermercadistas listadas em bolsa, Carrefour (CRFB3), GPA (PCAR3) e Assaí (ASAI3), publicaram seus balanços referentes ao terceiro trimestre de 2021 com tendências mistas.

Assaí e Carrefour tiveram performance superior à do GPA entre os meses de julho a setembro deste ano. O Assaí foi o grande destaque, com crescimento de 34% do lucro liquido, reforçando a resiliência do modelo de negócio Cash&Carry.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Já o Carrefour obteve uma queda de 18% no lucro liquido no trimestre. Mas o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,5 bilhão, 10,9% acima na base anual.

Enquanto o GPA reportou um prejuízo atribuído aos controladores de R$ 88 milhões no período, face prejuízo de R$ 63 milhões no comparativo anual. Isso porque, segundo o BTG, o formato de hipermercado vive um mau momento operacional, apresentando uma queda de vendas mesmas lojas (SSS na sigla em inglês) de 12,8% a/a, enquanto os demais formatos (ex-drogarias e hipermercados) apresentaram uma ligeira queda de 0,3% a/a no SSS.

Carrefour (CRFB3) vê lucro cair no 3TRI21

O Carrefour (CRFB3) reportou um lucro líquido de R$ 621 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), equivalente a uma queda de 18% na comparação ano a ano.

O GMV total atingiu R$ 733 milhões no trimestre, com desempenho muito forte do segmento alimentar, que foi impulsionado principalmente pela escalabilidade do modelo recém-implementado no Atacadão, com crescimento de 113% em base sequencial.

Ebitda Ajustado no trimestre totalizou R$ 1,5 bilhão, 10,9% acima na base anual, com 7,9% de margem (+0,2 p.p. vs. 3T20).

“Isso resulta da combinação do desempenho acima do esperado nas novas lojas do Atacadão com a continua tendência de melhora do Banco Carrefour, o que comprova a resiliência de nosso ecossistema e o quanto nossos negócios são complementares e podem apresentar tendências de crescimento sustentáveis, apesar da forte base de comparação no não alimentar”, explicou a empresa.

Carrefour (CRFB3) : principais números do 3TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 3TRI21: R$ 621 milhões
  • Lucro 3TRI20: R$ 757 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 3TRI21: R$ 1,48 bilhão
  • Ebitda 3TRI20: R$ 1,33 bilhão

Vendas brutas

  • Vendas 3TRI21: R$ 20,75 bilhões
  • Vendas 3TRI20: R$ 19,27 bilhões

GPA (PCAR3) reverte lucro e tem prejuízo

O consolidado do Grupo Pão de Açúcar – GPA (PCAR3) reportou prejuízo líquido de R$ 38 milhões no terceiro trimestre de 2021. O resultado reverte o lucro de R$ 428 milhões no mesmo período do ano passado.

Já o prejuízo atribuído aos controladores foi de R$ 88 milhões no período, face prejuízo de R$ 63 milhões no comparativo anual.

O Ebtida ajustado somou R$ 794 milhões entre julho e setembro de 2021, o que representa uma redução de 15,9%.

Segundo a companhia, a redução do EBITDA deve-se principalmente ao cenário inflacionário brasileiro. Nesse sentido, o investimento em preço na operação brasileira foi maior, para fazer frente à deterioração do cenário econômico local.

O GPA encerrou o 3TRI21 com receita líquida 12,1 bilhões, em linha com o mesmo trimestre do ano passado. Porém, no comparativo com 2019, o crescimento das vendas foi de 11,1%.

A recomendação é de compra e preço teto de R$ 47.

GPA (PCAR3): principais números do balanço do 3TRI21 (consolidado)

Resultado líquido

  • Prejuízo 3TRI21: R$ 38 milhões
  • Lucro  3TRI20: R$ 428 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 3TRI21: R$ 794 milhões
  • Ebitda 3TRI20: R$ 944 milhões

Receita líquida

Assaí (ASAI3)

O atacadista Assaí (ASAI3) reportou um lucro líquido de R$ 538 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21), alta de 34% na base anual.

A receita líquida do Assaí (ASAI3) atingiu R$ 10,84 bilhões no balanço do terceiro trimestre de 2021. Um ano antes, a companhia havia registrado uma receita líquida de R$ 9,22 bilhões.

Segundo a Companhia, a evolução da receita líquida reflete a forte expansão orgânica (+12,7%) e o consistente desempenho das vendas ‘mesmas lojas’ (+4,5%), além de atingir o maior crescimento acumulado dos últimos 2 anos (+56%).

A Companhia reportou um Ebitda ajustado de R$ 973 milhões no trimestre, alta de 35,8% sobre o mesmo período de 2020.

A margem Ebitda ajustado do período foi de 9%, 1,2 pontos percentuais acima do 3TRI20.

A Assaí explicou que esse resultado foi fruto da bem-sucedida expansão orgânica, com excelente desempenho e rápida maturação das novas lojas, da maior participação dos consumidores finais na venda e da efetividade das estratégias comerciais.

“Vemos o Assaí sendo negociado com um valuation atraente de 12x P/L 2022 e um índice de 0,8x PEG, mas esperamos que a empresa negocie principalmente com base nos resultados adicionais dessas conversões de agora em diante”, afirma o BTG. O preço-alvo é de R$ 21.

Assaí (ASAI3): principais números do 3TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 3TRI21: R$ 538 milhões
  • Lucro 3TRI20: R$ 402 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 3TRI21: R$ 973 milhões
  • Ebitda 3TRI20: R$ 717 milhões

Receita líquida

  • Receita 3TRI21: R$ 10,84 bilhões
  • Receita 3TRI20: R$ 9,22 bilhões