As tensões comerciais retomaram destaque nas bolsa de valores

Guilherme Paulo
Colaborador do Torcedores

Crédito: REUTERS/Jason Lee/File Photo

Mercados encerram a sexta-feira com receio de intensificação da guerra comercial. Notícias divulgadas nesta quarta ainda não são claras.

Mercado Europeu

Na Europa, as bolsas fecharam mistas sem direção única. Os investidores estão atentos aos passos das negociações comerciais entre EUA e China e também as tensões com o Irã.

Um dado econômico importante que saiu nesta manhã foi o índice de preços ao produtor na Alemanha, com variação anual de 0,3% em agosto, abaixo do esperado de 0,6%, e variação mensal de -0,5%, abaixo da expectativa de -0,2%.

Alemanha | DAX [+0,08%]

Londres | FTSE 100 [-0,16%]

França | CAC 40 [+0,56%]

Zona do euro | Euro Stoxx 50 [+0,53%]

Itália | FTSE MIB [-0,02%]

EUR/USD [-0,21%] | € 1,1017

Bolsas Norte-americanas

Os mercados americanos tiveram forte queda após notícia de que delegação chinesa em conversas comerciais partiu mais cedo do que esperado. Segundo as informações divulgadas, a comissão não deve visitar regiões agrícolas americanas. As Bolsas americanas viraram e aprofundaram baixas enquanto os treasury yields também entraram no negativo.

Já o FED de Nova Iorque disse que estenderá as operações compromissadas até 10 de outubro. Após essa divulgação, o dólar recuou com força frente o real, atingindo mínima de R$ 4,15 (-0,47%), recuperando parte em seguida.

Durante a manhã, os EUA isentaram temporariamente mais de 400 produtos chineses. Em seguida, Trump disse para jornalistas, que a China quer fazer um acordo comercial. Mas ao que tudo indica, as expectativas não se concretizaram, pelo menos por enquanto.

Dow Jones 30 [-0,59%] | 26.934 pontos

S&P 500 [-0,50%] | 2.991 pontos

Nasdaq [-0,80%] | 8.117 pontos

VIX [+9,04%]

Commodities

Entre os dados divulgados hoje, as sondas de exploração de petróleo dos EUA atingiram contagem semanal de 868, aponta Baker Hughes. A quantidade é a mínima desde maio de 2017.

A Rússia registrou surto de peste suína africana perto da fronteira com a China. A notícia beneficia novamente as ações das empresas do setor aqui no Brasil.

Durante a tarde, Xi Jinping, o presidente da China, sinalizou apoio ao Irã, dizendo que apoia os esforços do Irã para garantir sua soberania e segurança, e pediu cautela contra escalada de tensões.

No caminho oposto, Trump impôs sanções ao Iranian National Bank. O Secretário do Tesouro, Stven Mnuchin, disse que as sanções ao banco nacional iraniano cortam a última fonte de recursos do país.

Em seguida, a CBS News noticiou que, segundo fontes da administração de Trump, o presidente vai analisar hoje as opções apresentadas pelo Conselho de Segurança Nacional para retaliar militarmente o Irã. Trump disse que os EUA poderia atingir 15 alvos iranianos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Com as rusgas entre EUA e China, os preços do petróleo sofreram stress, e operam negativos próximos da estabilidade. A referência norte-americana, o WTI para novembro, fechou próximo da neutralidade com perda de -0,17%, a US$ 58,09. No mesmo sentido seguiu a referência britânica, o Brent para novembro encerrou em baixa de -0,18%, a US$ 64,28.

O ouro fechou em alta de 0,59%, a US$ 1.515,50. O metal foi beneficiado pela aversão ao risco que estabeleceu-se hoje.

A bolsa brasileira

No Brasil o impacto foi imediato, com a divulgação da notícia sobre a delegação chinesa ter partido mais cedo do que o esperado.

O índice sofreu forte volatilidade, mas recuperou boa parte dos pontos.  O Ibovespa fechou em alta de 0,46%, a 104.817 pontos, após máxima de 105.044 pontos e mínima de 103.913 pontos. O volume financeiro da sessão totalizou R$ 22,2 bilhões, acima da média.

Na semana, o índice acumulou alta de 1,27%, e no mês alta de 3,64%.

O dólar fechou em baixa de -0,47% a R$ 4,151. A moeda também sofreu com a volatilidade, especialmente após o FED de NY anunciar que manterá as atuações monetárias até dia 10 de outubro.

Na semana, a moeda norte-americana acumulou alta de 1,55% e no mês alta de 0,08%.

  • Maiores altas no índice Ibovespa:
    Braskem (BRKM5) 5,30% | R$ 32,39
    Marfrig (MRFG3) 4,46% | R$ 11,00
    Jbs (JBSS3) 4,25% | R$ 30,90
    Bradesco (BBDC3) 3,34% | R$ 31,90
    Weg (WEGE3) 3,00% | R$ 24,40

 

  • Maiores baixas no índice Ibovespa:
    Eletrobras (ELET3) -5,78% | R$ 40,09
    Eletrobras (ELET6) -5,39% | R$ 42,31
    Sabesp (SBSP3 )-3,49% | R$ 49,01
    Suzano S.A. (SUZB3 )-3,30% | R$ 31,90
    Gol (GOLL4) -2,64% | R$ 33,21

Acompanhe o mercado financeiro em tempo integral: https://telegram.me/wisir

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.