Argentina limita compra de dólares para conter crise cambial

regiane delfino medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: geralt / Pixabay

Comprar dólar na Argentina ficou ainda mais difícil, pelo menos para quem mora lá

A situação econômica e política na Argentina não anda nada boa. Prova disso são as últimas polêmicas medidas do governo Macri para colocar a economia nos eixos novamente.

Entre as mais recentes imposições do governo está a limitação para a compra de dólares anunciada pelo Banco Central Argentino no último domingo (01/09).

Como funciona a medida?

O governo argentino definiu um teto para compra de dólares. Então é permitido adquirir, no máximo, U$ 10 mil por pessoa física. Sendo que para valores acima disso, só mediante autorização especial.

Já para as empresas a regra é outra. Nesse caso, a pessoa jurídica precisaria pedir autorização junto ao Banco Central para adquirir dólares.

Além disso, O Banco Central estabeleceu um prazo de 5 dias, a contar da publicação da medida, para os exportadores repatriarem a moeda estrangeira.

Cabe lembrar ainda que essas medidas não se aplicam a turistas que estiverem de passagem pelo país.

Qual o objetivo da medida?

O governo temia que a população, em uma busca desesperada para proteger o dinheiro, sacasse todo o peso e o convertesse em dólar. O que provocaria um agravamento ainda maior na desvalorização da moeda oficial do país, o peso argentino.

O país vem enfrentando uma forte desvalorização cambial e nos últimos meses a situação agravou ainda mais. Na última segunda feira (02/09) 1 dólar estava custando mais do que 55 pesos.

Então, essas medidas, de acordo com o Banco Central, visam manter a estabilidade do câmbio e proteger poupadores. Além do mais, o governo pretende com isso reduzir a fuga de capital estrangeiro.

Isso porque o país corre o risco de esgotar suas reservas líquidas, que atualmente estão abaixo de 15 bilhões de dólares. E isso pode acontecer dentro de semanas, se continuar perdendo dinheiro nessa velocidade.

 O que agravou a crise na Argentina?

O resultado das eleições primárias, em agosto passado,  mostrou que o governo atual, favorável ao mercado, tem poucas chances de manter o poder nas pesquisas de outubro.

O resultado disso foi desastroso. No dia seguinte o reflexo já foi sentido pela Bolsa de Valores argentina, que caiu quase 38% em um único dia. Mas os impactos foram além, o peso caiu mais de 25% no mês passado, as taxas de juros dispararam e a inflação saiu de controle.

Como resultado, houve uma fuga de capital ainda maior, desvalorizando ainda mais o câmbio e piorando ainda mais a inflação. Ou seja,  retroalimentando esse circulo vicioso da economia.

Já conhece o nosso canal no YouTube? Clique e se inscreva

Esta é a função de um Assessor de Investimentos

Entender o investidor em uma profundidade maior do que o gerente do seu banco ou corretoras digitais e monitorar o mercado em busca de oportunidades que se enquadram em sua realidade, são atribuições do Assessor de Investimentos.

O papel dele é unir seus objetivos pessoas e profissionais, momento financeiro, perfil de investidor e avaliar o mercado para te apoiar com os investimentos que estiverem alinhados com seu momento.

Disponibilizo abaixo, a oportunidade de você realizar um diagnóstico e tirar todas as suas dúvidas sobre investimentos, conversando com um especialista no assunto.

 

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.