Sauditas devem implementar medidas “dolorosas” para lidar com o impacto econômico

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/ANBA

A Arábia Saudita tomará providências severas e dolorosas para enfrentar o impacto econômico da pandemia de coronavírus, afirmou o ministro das Finanças Mohammed al-Jadaan em entrevista à TV Al Arabiya, acrescentando que “todas as opções para lidar com a crise estão abertas”.

“Precisamos reduzir drasticamente as despesas orçamentárias”, disse Jadaan em comentários publicados neste sábado (2), antes da entrevista. Não foram fornecidos detalhes sobre as eventuais medidas. Com informações da Reuters.

A Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo do planeta vem sofrendo com os preços historicamente baixos do barril de petróleo, enquanto as ações para evitar a propagação do vírus provavelmente desacelerarão o ritmo e a escala das reformas econômicas divulgadas pelo príncipe Mohammed bin Salman.

As reservas cambiais do banco central da Arábia Saudita está alcançando o menor nível em quase 10 anos. Os sauditas ainda informaram um déficit orçamentário de US$ 9 bilhões no primeiro trimestre, impulsionado pela queda do petróleo.

O ministro de finanças saudita reforçou que o país adotou diversas medidas de incentivo para preservação de empregos no setor privado e ações para assegurar a prestação de serviços essenciais.

No início da semana passada, Jadaan afirmou que Arábia Saudita poderia tomar emprestado aproximadamente US$ 26 bilhões em 2020 e usaria US$ 32 bilhões de suas reservas para financiar o déficit.

O ministro ainda informou que as retiradas das reservas não devem ultrapassar os US$ 29 bilhões, conforme determinado no orçamento.

LEIA MAIS

Setor de petróleo nos EUA começa a entrar em falência

Estoques recuam e preço do barril de petróleo sobe