Aquisição de ativos do Itaucard pelo Banco Safra é aprovada pelo Cade

Osni Alves
Jornalista (2007); Especializado em Comunicação Corporativa e RP (INPG, 2011); Extensão em Economia (UFRJ, 2013); Passou por redações de SC, RJ e BH (oalvesj@gmail.com).
1

A aquisição dos ativos do Itaucard pelo Banco Safra foi aprovada nesta segunda-feira (31) pela Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Segundo o Estadão, a aprovação foi sem restrições e o despacho está publicado no Diário Oficial da União.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

De acordo com o parecer do órgão regulador, a operação consiste na venda de determinada carteira de cartões de crédito detida pelo Itaú Unibanco ao Safra.

Isso porque os ativos consistem em determinada carteira de cartões de crédito de bandeiras Visa e Mastercard emitidos e administrados pelo Itaucard, relativos a clientes pessoa física, não vinculados à conta corrente e não vinculados a programas de benefícios ou recompensas.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Conforme as requerentes, esses ativos correspondem a parcela diminuta das atividades do Itaucard.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Aquisição de ativos do Itaucard pelo Banco Safra é aprovada pelo Cade

Contratos atrelados

Ainda de acordo com a descrição da operação, os ativos compreendem os contratos atrelados aos cartões de crédito, bem como os dados cadastrais, histórico de pagamentos e de transações, todas as informações dos respectivos clientes relacionados ou decorrentes da carteira de cartões de crédito a ser adquirida, além das operações de crédito atreladas a tais cartões e todos os direitos e obrigações a eles relativos.

O parecer descreve o seguinte: “como justificativa para a operação, sob a perspectiva do Itaucard, a transação representa oportunidade de manter consonância com a estratégia de maior alinhamento de seu portfólio de cartões de crédito, mais focado em clientes correntistas do Itaú Unibanco.”

Por sua vez, para o Safra, a operação representa oportunidade de expandir seus negócios de cartão de crédito e aumentar sua carteira de clientes.