Apple perde US$ 73 bilhões em valor de mercado e cai entre as mais valiosas dos EUA

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Crédito: Crédito da imagem: AFP PHOTO/Josh Edelson

Na última quarta-feira (2), Tim Cook, CEO da Apple, entregou uma carta pessimista aos investidores da empresa em que apontou a queda na venda de iPhones e uma expectativa de queda na receita para o primeiro trimestre de 2019.

[box type=”error” align=”” class=”” width=””]O resultado disso? Desde quinta-feira (3) a empresa já perdeu mais de US$ 73 bilhões em valor de mercado e passou de segunda para a quarta empresa mais valiosa dos Estados Unidos.[/box]

Em sua carta, Cook aponta que “a receita da companhia será mais fraca que as expectativas originais, mas que os demais indicadores ainda permanecem em linha”. Anteriormente, a expectativa da Apple com a venda de seus dispositivos era de US$ 89 bilhões a US$ 93 bilhões no primeiro trimestre deste ano, contudo, a companhia agora espera uma receita de US$ 84 bilhões.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Perda no valor das ações

Crédito da imagem: AFP PHOTO/Josh Edelson

No pregão da última quinta-feira (3), a Apple iniciou apresentando uma queda superior a 9%, com seus papéis sendo negociados a US$ 143,14. Com isso, o valor de mercado da empresa caiu de US$ 749,3 bilhões para US$ 686,4 bilhões.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]Com essa queda, a Apple agora está atrás de empresas como a Amazon e a Alphabet (dona do Google) no ranking das empresas mais valiosas dos EUA, que atualmente é liderado pela Microsoft.[/box]

Mercados em queda

A derrocada da Apple repercutiu em diversos mercados ao redor do mundo. O índice Nasdaq, por exemplo, percebeu uma queda de 3,04%. O índice S&P teve baixa de 2,48%, já o índice Dow Jones caiu 2,83%.

As ações de tecnologia na Europa também despencaram. Os índices chineses também fecharam em queda de quase 1%.

A culpa é da China?

A Apple culpa os mercados emergentes, principalmente a China, pelo desaquecimento das vendas da empresa. Além disso, em sua carta, Cook menciona os efeitos gerados pelas tensões comerciais travadas entre os EUA e o país asiático, pois parece ter atingido também os consumidores, uma vez que as lojas de varejo e parceiros perceberam uma queda no volume de vendas no último trimestre de 2018.

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Por outro lado, especialistas atribuem essa queda nas vendas ao método utilizado pela companhia para vender os seus produtos. Hoje, a Apple chega a vender seus iPhones por mais de US$ 1.000, valor que é quase três vezes maior que o de aparelhos de outras fabricantes, que também atuam no mercado de massas.

A perda de força não é algo que afeta apenas a Apple no mercado asiático. Outra empresa que também apresentou quedas foi a sua rival sul-coreana Samsung. Já os fabricantes chineses apresentaram um melhor desempenho.

Quer saber qual é o melhor investimento para você?

Comece fazendo o nosso teste de perfil do investidor.

[banner id=”teste-perfil”]