App promete informar se pessoa foi exposta ao coronavírus

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

A tecnologia tem sido uma grande aliada na pandemia do coronavírus. Seja no trabalho ou na saúde ela tem permitido que muitos consigam atravessar essa pandemia com mais esperança. Agora imagine um aplicativo que mostre a você se uma pessoa próxima está com coronavírus? Este é o objetivo de um aplicativo que foi criado por um grupo de 130 cientistas e desenvolvedores de software europeus. A Reportagem do Exame.

A tecnologia Bluetooth anônima seria usada para rastrear quando um smartphone se aproxima de outro, por isso, se um usuário testasse positivo para coronavírus aqueles em risco de infecção podem  ser notificados, e também gera um código criptografado que fica armazenado nos aparelhos.

Se alguém for testado, essa informação criptografada será encaminhada a um servidor central. A ideia é que eles sejam testados; e que providências sejam tomadas se tiverem sido contaminados, mas mantendo a privacidade do usuário.

O aplicativo foi desenvolvido pela organização sem fins lucrativos PEPP-PT, com sede na Suíça. A sigla vem de Pan-European Privacy-Preserving Proximity Tracing (algo como “rastreamento por proximidade pan-europeu com preservação de privacidade”)

Se tudo der certo, a app vai permitir detectar o coronavírus antes que os sintomas apareçam e sem que seja necessário testar toda a população.

Em países com população extensa como o Brasil certamente será algo que poderá ajudar a controlar disseminação do vírus.

É também necessário convencer a população a usar o app.