Dicionário do seguro de vida: conheça os termos mais utilizados

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.
1

Crédito: Foto: Freepik

O seguro de vida é uma ferramenta de proteção patrimonial muito importante. Se você já escutou falar sobre esse tipo de serviço, com certeza já escutou alguns termos diferentes, como “apólice”, “prêmio” e “beneficiário”.

É verdade que, à primeira vista, o tema seguro de vida parece complexo. Afinal, existem muitos mitos sobre ele, que só podem ser combatidos por meio da informação.

Por isso, antes de contratar um seguro de vida é importante conhecer os termos que envolvem o produto. Assim, você estará mais preparado para conversar com um corretor de seguros e negociar qual o melhor seguro para você.

Confira esse dicionário de termos do seguro de vida

Apólice: é o documento formal com a promessa de seguro acordado entre a seguradora e o contratante.

Beneficiário: é a pessoa indicada a receber o valor do seguro caso aconteça algo com o contratante. Lembrando que em uma apólice pode haver mais de um beneficiário.

Bônus: desconto dado pela seguradora na renovação do contrato quando o assegurado não resgatou os valores do contrato anterior.

Carência: é o período em que o assegurado não poderá resgatar os valores estipulados no contrato.

Cobertura: garantia de proteção contra o risco de uma situação prevista no contrato acontecer. Ex: cobertura sobre internações hospitalares indica que, caso isso aconteça com o assegurado, ele tem direito a receber o seguro (de acordo com o estipulado no contrato).

Evento: toda situação prevista ou imprevista que prejudica quem contratou o seguro.

Franquia: é um acordo feito entre a seguradora e quem contratou o seguro para dividir o prejuízo causado ao assegurado. Ou seja, o assegurado não recebe total reembolso, mas divide as despesas com a seguradora.

Indenização: valor recebido pelo assegurado ou pelo beneficiário no caso de um dos eventos previstos no contrato acontecer ao contratante.

Invalidez: incapacidade física ou mental permanente que impossibilita o exercício de atividade profissional, sendo justificativa para o resgate do seguro de vida.

Prêmio: valor pago todo mês para a seguradora pelo seguro contratado.

Resgate: é a possibilidade de retirar o dinheiro investido no seguro de vida.

Seguradora: empresa especializada na venda de seguros.

Sinistro: é o evento para o qual você contratou o seguro.

Subscrição: é a pesquisa que uma seguradora faz para decidir se aceita ou não um cliente. Ela examina aspectos como, por exemplo, o seu histórico de saúde, sua situação financeira e se você pratica atividades que envolvem risco de vida.

Vigência: período em que o contrato de seguro de vida é válido.

Por fim, lembre-se: mesmo com termos complicados de entender, é importante que você se esforce para conhecer o universo dos seguros antes de adquirir uma apólice. Só assim você conseguirá garantir tranquilidade caso tenha que vir a resgatar o seu seguro um dia.