Aplicações na previdência privada crescem 35,4% no 3º trimestre, diz site

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Freepik

As aplicações na previdência privada aberta tiveram um crescimento de 35,4% no 3º trimestre, de acordo com reportagem do jornal Valor Econômico. No total foram 13,3 milhões de pessoas aplicaram R$ 34,2 bilhões entre julho e setembro.

O Valor Econômico relatou ainda o levantamento é da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). Assim, a entidade confirma que a maior parte das aplicações, ou 91,9%, foi direcionada a planos VGBL. Os PGBL responderam por 7,4% dos novos aportes no terceiro trimestre. A captação líquida fechou o período com saldo positivo de R$ 16,6 bilhões.

O valor é 104,7% superior ao verificado no terceiro trimestre de 2018. Com o resultado, as reservas dos planos de previdência alcançaram a marca de R$ 916,9 bilhões, montante 13,7% superior ao registrado até setembro de 2018.

“As contribuições cresceram e apresentaram uma recuperação consistente em relação ao terceiro trimestre de 2018. O aumento da base de pessoas investindo, porém, avança mais lentamente. E depende da melhora dos indicadores de emprego e renda.”, diz Jorge Nasser, presidente da FenaPrevi.

O balanço da federação também mostra que a queda na taxa de juros impulsiona o apetite por risco dos investidores em previdência privada. Os participantes têm se deslocado gradativamente para fundos multimercado em busca de maior rentabilidade. No acumulado de janeiro a setembro, os investimentos de planos de previdência privada aberta alcançaram R$ 90 bilhões.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil