Apesar de registrar novo prejuízo, receita do Uber cresce 

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Flickr

Na última quinta-feira (6), a Uber Technologies Inc. divulgou o resultado financeiro do quatro trimestre de 2019. 

No período entre outubro a dezembro de 2019 a Companhia registrou prejuízo de US$ 1,1 bilhão.

Apesar disso, a receita para o período foi US$ 4,07 bilhões, uma alta de 37% frente ao mesmo período de 2018. 

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Isso fez o mercado reagir com otimismo e os impactos foram sentidos na cotação das ações. No dia da divulgação dos resultados, após o fechamento do mercado, as ações da Uber fecharam em alta de 4%.

Segundo divulgado pela Companhia, o desempenho da empresa vem sendo afetado principalmente pelo segmento de serviço de entrega de refeições (UberEats). No último trimestre o Uber Eats teve prejuízo de US$ 461 milhões.

O maior mercado da Uber se encontra na América do Norte: nos Estados Unidos e Canadá a Companhia arrecadou US$ 2,5 bilhões. 

Em segundo lugar vem a América Latina, que gera uma receita de US$ 553 milhões para o Uber.

O aplicativo de caronas está disponível hoje em 700 cidades ao redor do mundo. No último trimestre, o aplicativo cresceu 28%, para mais de 1,9 bilhão e a receita cresceu 27%, para mais de US$ 3 bilhões.

A companhia informou que atualmente são 111 milhões de usuários ativos mensais no mundo.