Anvisa adia inspeção de navio chinês em Santos

Tatiane Lima
Jornalista, redatora sênior. Tecnóloga em Recursos Humanos e MBA em Comunicação e Marketing. Apaixonada por empreendedorismo criativo. Atuei nos três setores, com hard news, jornalismo on, off e redação publicitária.
1

Crédito: Banco de Imagens Codesp/Fotos Públicas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará a inspeção do navio chinês Kota Pemimpin assim que a embarcação conseguir atracar no Porto de Santos.  A perícia estava marcada para a manhã de hoje (18), porém as condições da maré impediram a aproximação ao cais. Segundo a Agência Brasil, a revista será em conjunto com as vigilância epidemiológicas do estado de São Paulo e de Santos.

De acordo com divulgação da Anvisa, a inspeção do navio, de Hong Kong, estava agendada para hoje, às 7h. Isso considerando que a entrada da embarcação no porto santista ocorreria na noite de ontem. No entanto, a entrada do navio no cais não foi possível devido à pouca profundidade da maré. Assim, ele se mantém em aguardo na Barra até que as condições para a ancoragem sejam favoráveis.

Conforme informou o Bom Dia Região, da TV Tribuna, filiada da Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira, a nova previsão de chegada é entre a madrugada de hoje e amanhã (19). Porém, será realizada uma nova avaliação do nível do mar por volta do meio dia desta terça-feira. Ao ter acesso ao porto, o navio permanecerá isolado, aguardando a inspeção da Anvisa, e nenhum tripulante poderá desembarcar.

BDRs. Alternativas para investir no exterior diretamente da bolsa brasileira

Anvisa emitirá a liberação

“A ação faz parte do reforço da Anvisa para o coronavírus. Já que a embarcação teve o relato de dois casos com sintomas de tosse e febre”, informou o órgão em nota. Somente após a perícia é que o navio poderá ser considerado apto a receber o Certificado de Livre Prática. Ou seja, um documento de licença destinado às embarcações que operam nos portos nacionais.

Ainda de acordo com a Anvisa, “na maior parte dos casos, o documento é concedido de forma eletrônica (via rádio). No entanto, diante da comunicação de algum evento de saúde pelo capitão da embarcação, a emissão é vinculada a uma inspeção a bordo”.