ANP: Produção de petróleo no Brasil cai 8%; Petrobras (PETR4) retrai 2,6%

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Foto: Wikimedia Commons

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou, nesta quarta-feira (17), que a produção de petróleo no Brasil em fevereiro foi 8% menor do que em 2020.

Segundo os dados divulgados, a produção média totalizou 2,73 milhões de barris de petróleo por dia. Somando petróleo e gás, o país produziu 3,55 milhões de barris de óleo equivalente (boe/d), apresentando retração de 6% na comparação com um ano antes.

Produção de Petróleo da Petrobrás (PETR4) também caiu

Segundo a mesma ANP, a Petrobras (PETR4) apresentou queda de 2,6% na produção de petróleo no Brasil em fevereiro, mas no comparativo com o mês anterior, e não com fevereiro de 2020.

A estatal produziu, em média, 2,083 milhões de barris diários no entre os dias 1 e 28, o que representa, coincidentemente, uma igual retração de 2,6% em relação a fevereiro de 2020.

Em relação ao gás natural, a produção da Petrobrás ficou 1,7% devedora em relação a janeiro, com 96,161 milhões de metros cúbico diários (m3/dia). No comparativo com fevereiro de 2020, no entanto, houve um aumento de 0,7%.

A soma total da produção da Petrobras, envolvendo gás natural e petróleo, chegou a 2,688 milhões de barris diários de óleo equivalente (BOE/dia).

O número  representa uma retração de 2,4% ante janeiro e de 1,8% frente a fevereiro de 2020.

Pré-sal

A participação do pré-sal na produção nacional de petróleo e gás natural foi recorde em fevereiro.

Segundo a ANP, o índice foi de 73,14%, com 2,6 milhões de barris de óleo equivalente por dia sendo produzidos.

De acordo com os dados do órgão, somente o Campo de Tupi, o maior produtor nacional, foi responsável por 32,8% da produção brasileira, com 1,2 milhão de barris de óleo equivalente por dia.

O Campo de Búzios, o maior da Cessão Onerosa, correspondeu a 19% da produção nacional, com 673 mil barris de óleo equivalente por dia.