ANP: leilão de biodiesel tem 1 bi de litros arrematados para maio e junho

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)

Crédito: Site biodiesel Brasil

O 79º Leilão de Biodiesel da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) terminou com o arremate de 1.050.349.000 litros de biodiesel para atendimento à mistura obrigatória ao óleo diesel, segundo balanço divulgado hoje (26) pela agência reguladora. 

O montante arrematado vai ser destinado a garantir o abastecimento de biodiesel no mercado nacional durante o período de 1° de maio e 30 de junho deste ano.

Governo autoriza segunda rodada de excedentes da cessão onerosa

De acordo com a ANP, não houve arremates para mistura voluntária, e todo o volume adquirido veio de produtores detentores do Selo Biocombustível Social.

Valor total foi de R$ 5,82 bilhões

O preço médio de negociação no leilão foi de R$ 5,536 por litro, o que não considera a margem da adquirente.

O valor é 26,5% menor que a média ponderada dos “Preços Máximos de Referência” regionais usados no leilão (R$ 7,529 por litro). Com isso, o valor total negociado atingiu o patamar de R$ 5,82 bilhões.

O leilão para a mistura obrigatória contou com 45 produtores, que apresentaram as ofertas em 14 de abril. Essas ofertas foram selecionadas em três etapas, realizadas em 15 de abril, de 16 a 19 de abril, e em 20 de abril.

Já a oferta para mistura voluntária ocorreu em 22 de abril, sem que nenhuma negociação fosse efetivada a partir dela.

Redução do teor de mistura obrigatória do biodiesel

No último dia 13, o presidente Jair Bolsonaro aprovou resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que estabelece a redução do teor de mistura obrigatória do biodiesel no óleo diesel fóssil de 13% para 10%, válida no 79º Leilão de Biodiesel.

O certame, que deveria ter sido realizado no último dia 6 de abril, acabou sendo suspenso por decisão do governo federal.

Governo: resposta à valorização do custo do óleo de soja

Segundo o próprio governo, a medida é uma resposta à valorização do custo do óleo de soja nos mercados brasileiro e internacional, combinada com a desvalorização cambial da moeda brasileira frente ao dólar, que tem impulsionado as exportações de soja e, por isso, encarecido o valor do biodiesel produzido nacionalmente.

“Essa realidade, alinhada com os resultados preliminares da apresentação das ofertas dos produtores de biodiesel no 79º Leilão de Biodiesel, em realização pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis( ANP), revela a possibilidade de excessivo incremento do preço do óleo diesel, o que implicaria uma série de efeitos negativos ao transporte de cargas e à economia do país, especialmente se considerados os repasses dos preços ao longo da cadeia de abastecimento”, informou a Secretaria-Geral da Presidência da República, em comunicado à imprensa.

*Com Agência Brasil