Produção de gás natural e petróleo cresceu 8,1% em 2019, diz ANP

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Crédito da imagem: Reprodução/Internet

A produção de gás natural e petróleo no Brasil fechou o ano de 2019 com um aumento de 8,1% em relação a 2018.

As informações foram divulgadas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) nesta sexta-feira (31).

O principal responsável por puxar esse crescimento, especialmente em relação ao gás natural, foi o Estado do Rio de Janeiro, que produziu 2,528 milhões de barris por dia, 71% do volume total do País e 5,3% mais do que a produção registrada em 2018.

Aprenda hoje a investir em Small Caps e encontre as oportunidades escondidas na Bolsa.

São Paulo vem na sequência, com 11,5% da produção nacional e 409,77 mil barris diários, seguido de perto pelo Espírito Santo, também da região Sudeste, com 333,68 mil barris por dia – 9,4% da produção brasileira.

Pré-sal

O relatório da ANP apontou que a produção total no pré-sal em 2019 foi de 2,183 milhões de barris equivalentes por dia, o que representa 61,3% da produção nacional.

O Campo de Lula, na Bacia de Santos, registrou média diária de 1,196 milhão de barris, equivalente a 33% da produção nacional em todo o ano passado.

Os campos marítimos, conforme os números divulgados pela ANP, produziram 2,683 milhões de barris de petróleo por dia e 99,8 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, o que correspondeu a, respectivamente, 96,3% e 81,4% da produção nacional.

O recorde da produção de petróleo no Brasil foi alcançado no mês de dezembro, com 3,107 milhões de barris por dia, 0,5% acima do registrado em novembro e 15,4% superior ao detectado em dezembro de 2018.