Ânima (ANIM3) fará oferta de até R$ 1,135 bi para aquisição da Laureate

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Crédito: Divulgação / Facebook

O conselho de administração da Ânima (ANIM3) aprovou a realização de oferta pública primária de ações que deve somar R$ 841,050 milhões. Se for colocado também o lote adicional, a captação poderá chegar a R$ 1,135 bilhão.

Segundo comunicado da empresa, a oferta será restrita. Serão colocadas inicialmente 27 milhões de ações ordinárias e haverá esforços para colocação de papéis também no exterior (EUA). Há previsão, de acordo com a demanda, de um lote adicional de 35% dos papéis, ou 9,450 milhões de ações.

A oferta será coordenada pelo Bradesco BBI, Banco Santander, UBS Brasil Corretora, Banco Itaú BBA e J.P. Morgan.

Simule o rendimento de seus investimentos em Renda Fixa e calcule retorno das aplicações

A Ânima informou que os recursos captados serão destinados a financiar uma parcela da aquisição dos ativos brasileiros do Grupo Laureate. Caso a transação não seja concluída, o montante irá financiar novas aquisições estratégicas ou será usado em investimentos nas atuais linhas de negócio.

A companhia venceu no mês passado a disputa com a Ser Educacional (SEER3) pelos ativos da companhia norte-americana no Brasil. O negócio girou em torno de R$ 4,4 bilhões, sendo R$ 3,777 bilhões em dinheiro e o restante em dívidas a serem assumidas.

Veja também:

Ânima (ANIM3) conclui negociação com Laureate por ativos no Brasil

Ser (SEER3) decide receber multa de R$ 180 milhões de Ânima (ANIM3)