Anfavea: produção de veículos cresce em maio, mas segue abaixo de 2019

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Divulgação

A Anfavea divulgou nesta sexta-feira (5) os números relativos à produção de veículos automotores no Brasil em maio. De acordo com o relatório, houve um crescimento de 2.232% em relação a abril.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

O número, aparentemente exagerado, é reflexo do retorno das atividades em algumas fábricas após quase três meses de paralisação do setor, por conta da pandemia de coronavírus.

Mesmo com o crescimento, o mês de maio de 2020 segue abaixo dos níveis registrados no mesmo mês do ano passado, quando a Covid-19 ainda não havia aparecido.

Os números da Anfavea

veiculos-fabrica-brasil-1

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, em maio de 2020 foram produzidos 43.080 automóveis, comerciais leves (picapes e furgões), caminhões e ônibus, contra 1.847 do mês anterior.

Em relação a maio de 2019, a diferença segue abismal, já que, no mesmo período, foram produzidas 275.747 unidades, 84,4% a mais do que os números de 2020.

Os números acumulados do ano também seguem abaixo dos registrados em 2019. De janeiro a maio de 2020 foram produzidos 630.819 unidades, 49,2% menos do que a produção anterior, que foi de 1.241.155.

Desempenho

De acordo com a Anfavea, o segmento que teve um melhor desempenho no mês foi o de veículos leves – automóveis e comerciais.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

A produção cresceu 3.507% em relação a abril deste ano, mas segue com enorme queda quando comparada a maio de 2019: 85,6%.

A produção de veículos pesados seguiu a mesma linha, com crescimento em relação ao mês de abril, pico da pandemia, mas queda acentuada quando comparada a maio do ano passado.

Entre os caminhões, houve crescimento de 906% sobre abril e queda de 63,9% em relação a maio de 2019.

A produção de ônibus registrou recuperação de 208% em relação ao último mês e queda de 56,1% na comparação com maio do ano passado.

Exportações e licenciamentos também caíram

Veículos

A Anfavea também divulgou o número de licenciamentos no período. De acordo com a associação, houve aumento de 11,6% nos números em relação a abril e queda de 74,7% no comparativo com maio do ano passado.

As exportações, por sua vez, apresentaram quedas ainda mais acentuadas, principalmente pelas regras de isolamento social ainda presentes em países que costumam importar veículos do Brasil, como a Argentina.

Os números caíram 90,8% em relação a maio de 2019, com 3.870 unidades exportadas neste ano contra 42.126 do mesmo mês no ano passado.

Até mesmo na comparação com abril o número foi pior, já que, no quarto mês do ano, o Brasil exportou 7.212 veículos, 46,3% mais do que em maio.

No acumulado do ano a queda na exportação dos veículos leves já chegou aos 44,9%. Caminhões e ônibus registraram aumento de 193% e 208%, respectivamente, em suas exportações no período.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir