Anec: exportações de soja devem crescer 34% no 1º semestre

Marcello Sigwalt
null
1

Crédito: Site Ig

Demanda chinesa, combinada com câmbio desvalorizado, formam a receita de sucesso das exportações de soja, que devem fechar o primeiro semestre deste ano com um alta de 34% em relação a igual período de 2019.

A previsão – feita nessa quarta-feira (10) pela Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) – leva em conta projeções de embarques de 10,8 milhões de toneladas da commodity em junho.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Barata e competitiva

Esse desempenho favorável tem origem na forte demanda por parte do gigante asiático, aliado ao fato de que o câmbio atual favorece muito a commodity nacional, que se tornou mais barata e competitiva.

Embarques recordes

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informou que o volume de embarques tem batido recordes, desde o início do ano, pois o mercado tem procurado se antecipar a possíveis impactos da covid-19 sobre a comercialização e logística de movimentação agropecuárias.

Tudo normal

Nesse sentido, a Anec revelou que as operações logísticas e embarques para exportação seguem normais em todo o país, a despeito da necessidade de adaptação a protocolos, determinados pela pandemia.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

 

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3