Anatel aprova acordo de compartilhamento entre Tim (TIMP3) e Vivo (VIVT4)

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução/Wikipedia

A TIM (TIMP3) e a Vivo (VIVT4) conseguiram que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) rejeitasse o último recurso pendente contra o acordo de compartilhamento de rede.

Em 30 de abril de 2020, houve a aprovação da ANATEL e, em 3 de junho, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), para execução de dois contratos de cessão onerosa voltados para o compartilhamento de infraestrutura de rede móvel 2G, 3G e 4G.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Segundo a TIM e a Vivo afirmam, em notas separadas e congruentes, “estas iniciativas reforçam o processo de evolução do mercado brasileiro de telecomunicações no que tange o compartilhamento de infraestrutura de rede”

O benefício aos clientes é através da “melhoria da experiência de uso com incremento da capacidade de tráfego”

Além disso, as empresas dizem que haverá “ampliação de ofertas, com a entrada de uma das operadoras em cidades onde a outra não está presente”.

“Há oportunidades de eficiência operacional e financeira para as companhias, gerando otimização dos seus ativos e recursos”, dizem.

A contestação havia sido feita pelas operadoras Claro e Algar Telecom.

Autonomia comercial da TIM e da Vivo

Ambas as companhias reiteram “que preservarão sua autonomia comercial e de gestão de clientes”.

“Independentemente deste acordo de compartilhamento de infraestrutura de rede”, ressaltam.

Ou seja, afastam qualquer possibilidade de fusão ou movimento que o valha, que possa interferir na competitividade do mercado de telefonia brasileiro.

Vivo e TIM poderão utilizar a mesma rede para chegar a cerca de 2,7 mil municípios com menos de 30 mil habitantes, de acordo com o noticiado pelo Broadcast do Estadão.

“A Anatel determinou ainda que as áreas técnicas da agência avaliem a melhor forma de lidar com essas falhas e expandir o serviço (de reoaming) em municípios, rodovias e estradas”, segue a matéria do jornal paulista.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.