Analista prevê recuperação do real, depois de período de desvalorização

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Quando 2018 começou e o cenário econômico parecia favorável para o Brasil, Tania Escobedo era uma das poucas pessoas pessimistas com a nossa moeda. Depois de ter acertado a previsão de desvalorização, a analista acredita, agora, em uma recuperação daqui para frente.

Para a estrategista da RBC Capital Markets LLC para a América Latina, o dólar tende a ser negociado a R$ 3,70 pelo resto de 2018, depois de ter passado por consequente desvalorização, entre R$ 3,79 e R$ 3,95.

Segundo Tania, o valor de R$ 3,70 é justo e sustentável diante das incertezas do próximo governo. Além disso, tem o desafiador cenário externo para os mercados emergentes, conforme aumentam as tensões comerciais entre Estados Unidos e China.

A estrategista complementa dizendo que a recuperação do real não tem como base o alívio no posicionamento dos traders.

“Ainda existe um grande interesse de compra que pode impulsionar a recuperação. Isso desde que não tenha uma reversão no sentimento geral de risco”.

Neste ano, a moeda brasileira enfraqueceu cerca de 12%, o que representa o pior desempenho entre todas as moedas mundiais. O ruim desempenho, segundo a analista, tem a ver com a falta de clareza política e com as previsões de pouco crescimento econômico.

Qual é o seu perfil de investidor?

Se ainda não sabe, a gente te ajuda com o nosso teste gratuito.

[banner id=”teste-perfil”]

Mais sobre a nossa moeda

Ao contrário da previsão feita no início do ano – de queda do real – desta vez, o mercado está de acordo com Tania Escobedo. O consenso é de que, ainda neste ano, o dólar deverá chegar aos R$ 3,83 até o fim do terceiro trimestre, e depois, voltará para a casa dos R$ 3,70.

Mas existem previsões mais pessimistas, como a do Bank Of America Merril Lynch, que coloca o nosso país entre os mais frágeis dos mercados emergentes, junto com África do Sul e Turquia. Para o Bank, o dólar poderia chegar a R$ 5,50 em seu pior cenário.

A estrategista Tania contesta, dizendo que o dólar não se sustenta nem no patamar dos R$ 4, já o real seria considerado barato por muitos investidores. Para ela, overshoots podem até acontecer, mas serão temporários, e não tendem a levar o Banco Central a aumentar os juros.

Falando já em 2019, a RBC acredita que o dólar baixe para R$ 3,63 nos primeiros três meses, chegando a R$ 3,45 até o final do ano.

OPINIÃO, por Juliano Custódio

[box type=”note” align=”aligncenter” class=”” width=””]Acredito até que o dólar possa cair ainda mais. Isso porque estamos com um superávit nas transações correntes e estamos vendo uma manutenção, ou melhora, no resultado primário em relação ao PIB (o país gasta mais do que arrecada, mas esse déficit em relação ao PIB está em queda). Além disso, a possível ascensão de Geraldo Alckmin como candidato do Centro, vai amenizar o sentimento de polaridade e estancar parte do dinheiro que quer sair do Brasil.[/box]

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.