Análise de balanço de bancos: conheça suas particularidades!

Ronaldo Araújo
Engenheiro e Agente Autônomo de Investimentos, hoje me dedico a divulgar ensinamentos sobre como funciona a Previdência Privada. Acredito que com mais conhecimento é possível fazer melhores escolhas para a formação do patrimônio de longo prazo. Para saber mais acesse www.ronaldoaraujo.com.br
1

Crédito: Fonte: Reprodução site pragmatismo politico

Diferentemente das análises de balanço tradicionais, as instituições financeiras apresentam particularidades que fazem com que o estudo de seus números se dê de forma diferenciada. É preciso considerar pontos especiais, como a qualidade dos ativos e o índice de Basileia.

Para entender melhor esse tipo de observação, apresentamos este artigo. Nele, você encontrará os principais tópicos a serem analisados no balanço de um banco. Assim, entenderá que a atividade de intermediação de recursos tem as suas próprias particularidades que a colocam os bancos em uma classificação distinta das demais organizações.

Aproveite e faça uma boa leitura!

Quais parâmetros de uma instituição financeira devem ser priorizados?

Acompanhe a seguir os principais tópicos a serem analisados no balanço de um banco.

Resultados

Assim como as empresas não financeiras, um banco também precisa apresentar bons resultados para continuar atraindo investidores. Isso é necessário para manter os níveis de capital propícios para a continuidade da atividade de concessão de crédito, motor da lucratividade de uma instituição financeira.

Sendo assim, uma das principais variáveis consideradas na análise de resultados é o ROE, Return on Equity (retorno sobre o capital próprio). Para ter acesso a esse dado, basta fazer a divisão numérica do lucro líquido do período analisado pelo patrimônio líquido da instituição.

Liquidez

No caso dos bancos, o índice de liquidez é um atributo importantíssimo para analisar. A razão disso também vem de sua atividade fim, que é a intermediação de recursos. Dessa forma, uma instituição saudável apresenta índices de liquidez que permitam uma rápida liquidação de ativos para o cumprimento de suas obrigações. É o caso de bancos com conta-corrente, por exemplo, na qual deve-se apresentar condições suficientes para atender os saques simultâneos de vários clientes.

Adequação de capital

As instituições financeiras têm uma relação com seu capital diferente as organizações tradicionais. Isso acontece porque o dinheiro considerado como ativo serve para sustentar suas operações de intermediação de recursos. É por essa razão que os bancos operam sempre alavancados e o grau de alavancagem precisa atender requisitos definidos pelo Acordo de Basileia – tratado que regula o funcionamento dos bancos e que estabeleceu parâmetros básicos de liquidez e responsabilidade para todo o mercado.

Para que não aconteçam prejuízos na economia de uma nação, os bancos são regulados pelas instituições governamentais. No caso da adequação de capital, isso é feito por meio do índice de Basileia. Ele pode ser calculado dividindo-se o patrimônio de referência do banco por seus ativos ponderados pelo risco. No Brasil, o índice mínimo exigido pelo Banco Central é  de 10,50%.

Qualidade dos ativos

Outro fator muito importante para a análise de balanço de uma instituição financeira é a qualidade dos ativos que ela mantém em carteira. Isso deve ser observado principalmente em relação aos títulos de dívidas que existem em aberto, pois papéis de longo prazo têm classificação menor.

Esse critério foi estabelecido pelo Banco Central em 1999, por meio da Resolução 2.682 que classifica os ativos de um banco e lhes atribui uma nota para posterior avaliação. Outros atributos como financiamentos imobiliários, composição dos ativos, concentração de clientes e de setor também são considerados.

Qualidade da gestão

Por fim, também é necessário observar o modo como a instituição está sendo gerenciada. Assim, a qualidade da gestão deve passar pelo crivo do investidor no momento de análise de um balanço. É a gestão do banco que faz o controle adequado do risco tomado, além de direcionar investimentos que melhorem a capacidade operacional da instituição. Isso resulta em mais lucros, principalmente quando o investimento está ligado ao desenvolvimento de soluções tecnológicas.

A análise de balanço de bancos realmente não deve ser feita do mesmo modo que uma companhia que comercializa produtos no varejo, por exemplo. A atividade de intermediação de recursos é diferenciada, pois envolve conceitos como alavancagem e tomada de risco no mercado de crédito. Sendo assim, os pontos abordados neste artigo devem ser considerados prioritariamente ao fazer uma análise a respeito de uma instituição financeira, em especial os bancos.