Ammo Varejo: conheça a empresa que está na fila para IPO

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A empresa do segmento de artigos de cama, mesa e banho Ammo Varejo entrou na fila dos IPOs (Ofertas Públicas Iniciais) de 2021.

A companhia é dona de marcas como MMartan, Santista, Casa Moyses e Artex.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O pedido de IPO foi protocolado pela Springs Global (SGPS3), que atua no mercado têxtil, é a controladora indireta da Ammo.

A companhia faz parte do grupo Coteminas, fundada pelo ex-vice-presidente da República José Alencar, que morreu em 2011.

Segundo informações do Estadão, o plano é captar cerca de R$ 700 milhões com a oferta.

Vamos conhecer melhor a empresa?

Sobre a Ammo Varejo

A empresa afirma que é uma das líderes em varejo especializado de produtos de cama, mesa e banho no Brasil, além de ser atuantes no segmento de home-wellness, que engloba conforto, bem-estar e saúde.

A companhia tem uma grande variedade de produtos nas categorias de Cameba, lar e decoração e home-wellness com suas marcas próprias e licenciadas, para a companhia e/ou sua acionista controladora, como Santista, Artex, MMartan, Casa Moysés e Persono, em mais de 233 lojas físicas (próprias e franquias) e e-commerce.

As marcas Santista, Artex, MMartan e Casa Moysés, principais marcas dos produtos comercializados pela companhia, são fortemente reconhecidas no segmento de produtos de Cameba.

“Possuímos um ecossistema de vendas diversificado, o qual abrange canais digitais, centros de distribuição e rede de lojas físicas (próprias e franqueadas) com ampla cobertura geográfica e capilaridade, operando com um modelo de ominicanalidade completa, suportada por tecnologia proprietária”, diz a empresa no prospecto preliminar.

Com o intuito de potencializar o alto nível de associação das marcas dos produtos que a companhia comercializa, eles ampliaram a oferta de produtos nos últimos anos, começando pela ampliação da oferta de produtos têxteis, como produtos de decoração.

Em 2019, a Ammo iniciou a venda de produtos não têxteis em seus canais digitais, como objetos de decoração, produtos de cozinha e mesa posta. Em 2020, a Ammo lançou a oferta de colchões, sob a marca Artex, e de produtos pet, sob a marca MMartan, entre outros.

Com esta estratégia de expansão de categorias, segundo o Ibope, a Ammo ampliou seu mercado endereçável no Brasil em aproximadamente 7 vezes, de R$ 12 bilhões – produtos de cama, mesa e banho, para R$ 86 bilhões – produtos de casa e decoração, a preços ao consumidor.

Números da empesa

Em 30 de junho de 2021, a Ammo contava com aproximadamente 1,4 milhão de clientes ativos, apresentando crescimento de 37,5% entre o período de 30 junho de 2020 e 30 de junho de 2021, 233 lojas físicas, sendo 65 próprias e 168 franquias, distribuídas em 25 estados brasileiros e no Distrito Federal e três centros de distribuição localizados nas principais regiões do país.

O GMV (vendas sell-out, ou seja, total do volume financeiro considerando o preço para o consumidor final) da Ammo foi de R$ 735,7 e R$ 844,8 milhões em 2020 e últimos doze meses encerrados em 30 de junho de 2021, respectivamente.

Entre 2018 e 2020, a GMV cresceu mais de 40%, saltando de R$ 526,2 milhões para R$ 735,7 milhões, respectivamente.

A companhia é líder do e-commerce do varejo da categoria de Cameba (cama, mesa e banho), com o marketshare das vendas de suas lojas online estimado em 23% em 2020, de acordo com dados da 43ª edição do Webshoppers de março de 2021, incluindo colchões na categoria de Cameba, com GMV do e-commerce de R$277,0 milhões em 2020.

Além disso, o GMV das vendas digitais (e-commerce) passou de R$ 43,5 milhões para R$ 277,0 milhões em 2018 e 2020, respectivamente, crescimento que foi resultado do investimento em transformação digital ao longo dos últimos anos, que se mostrou essencial, em 2020, quando houve rápido e significativo aumento de vendas no e-commerce em decorrência da pandemia.

Na mesma linha, a receita líquida referente às demonstrações contábeis combinada carve-out aumentou com um CAGR de 22,0% entre 2018 e 2020, de R$289,7 milhões em 2018 para R$431,1 milhões em 2020, alcançando R$238,6 milhões nos seis meses encerrados em 30 de junho de 2021, com crescimento de 37,2% em relação ao mesmo período de 2020.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Ammo Varejo

Principais fatores de risco

  • A extensão da pandemia da doença causada pelo coronavírus, bem como a continuidade da percepção de seus efeitos e seu agravamento, poderão ter um efeito adverso relevante sobre os negócios, resultados operacionais, condição financeira, fluxos de caixa e a capacidade da Ammo de operar seus negócios.
  • A ineficiência da companhia em antecipar e prontamente responder às novas tendências e demandas dos consumidores pode impactar a situação financeira e os resultados operacionais da companhia.
  • A empresa poderá enfrentar dificuldades em abrir novas lojas e/ou operar as lojas existentes, o que pode adversamente afetar as vendas e resultados operacionais.
  • A Ammo pode não conseguir executar a sua estratégia de fornecer volume e variedade suficientes de produtos a preços competitivos ou gerenciar adequadamente o abastecimento de seu estoque, o que poderá ter um efeito adverso relevante sobre o seu negócio.
  • As demonstrações financeiras combinadas carve-out podem não ser representativas dos resultados como uma companhia independente.

Sobre o IPO da Ammo

A empresa protocolou seu pedido de IPO à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em 28 de julho. A companhia quer ser listada no Novo Mercado.

A oferta será primária (quando os recursos vão para o caixa da empresa) e também secundária (quando os controladores vendem suas ações).

Hoje a Coteminas controla, com 53%, a holding Springs Global, fruto de uma joint venture com a americana Springs Industries em 2005 e que já tem capital aberto.

A Ammo Varejo quer usar os recursos captados para expansão de categorias, desenvolvimento de tecnologia, desenvolvimento de sua logística, e crescimento de canais de distribuição, em especial, na expansão de rede de lojas físicas próprias.

Ainda não há informações sobre prazos, volume de ações e datas da oferta.

O IPO será coordenado por XP, ABC Brasil e UBS BB.