Ambev (ABEV3) registra lucro líquido de R$ 6,89 bi, alta de 63,3%

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Ambev

A Ambev (ABEV3) reportou um lucro líquido de R$ 6,89 bilhões no quarto trimestre de 2020. Os números representam uma alta de 63,3% sobre o mesmo período de 2019, com lucro de R$ 4,21 bilhões.

Já no acumulado de 2020, a Companhia registrou lucro de R$ 11,73 milhões, contra um lucro de R$ 12,18 bilhões sobre igual período de 2019.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 1,04 bilhões. No quarto trimestre de 2019, o resultado foi uma despesa de R$ 1,56 bilhões.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

O Custo do Produto Vendido (CPV) e o CPV excluindo a depreciação e amortização aumentaram 21,1% e 22,5%, respectivamente.

No Brasil, o volume cresceu 10,6% e a ROL/hl subiu 7,6%. Na América Central e Caribe, o volume diminuiu 7,4% e a ROL/hl subiu 8,3%. Na América Latina Sul, o volume cresceu 6,2% e a ROL/hl subiu 9,5%. No Canadá, o volume e a ROL/hl diminuíram1,9% e 2,8%.

Ebitda salta 29,1%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 8,93 bilhões no período, um aumento de 29,1% sobre um ano antes.

A margem Ebitda ajustado da Ambev no trimestre representou 44,7% da receita bruta total.

No acumulado do ano, o Ebitda foi de R$ 21,59 bilhões com margem Ebitda atingindo 37%.

Receita líquida avança 19,9%

A receita líquida da Companhia atingiu R$ 18,55 bilhões no trimestre, um incremento de 19,9% na comparação ano a ano.

Já no acumulado até dezembro de 2020, a Ambev registrou uma receita líquida de R$ 58,37 bilhões, alta de 12,3% na comparação o mesmo período do ano anterior.

Segundo a Companhia, a receita líquida cresceu no Brasil(+19,0%), na América Central e Caribe (+0,2%) e na América Latina Sul (+16,3%), mas caiu no Canadá (-4,7%).

Caixa e Endividamento da Ambev

O fluxo de caixa das atividades operacionais foi de R$ 8,39 bilhões, queda de 12,9% na base anual.

No acumulado de 2020, o fluxo de caixa das atividades operacionais totalizou R$ 18,85 bilhões, alta de 2,6%.

A dívida consolidada em 31 de dezembro de 2020 era de R$ 4,79 bilhões contra R$ 3,062 bilhões ao final de 2019.

Já a dívida líquida da Ambev ao final do quarto trimestre de 2020 era de R$ 13,99 bilhões.

Veja os principais destaques do balanço da Ambev (ABEV3):