Amazon (AMZO34): Jeff Bezos deixará cargo de CEO em 5 de julho

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Reprodução / Wikimedia Commons

O CEO da Amazon, Jeff Bezos, havia anunciado que deixaria o cargo de CEO da companhia no terceiro trimestre deste ano. Nesta quarta (26), Bezos estipulou a data para sua saída: será em 5 de julho, segundo o portal CNBC.

De acordo com o site de notícias, Bezos, 57 anos, explicou na reunião anual de acionistas da Amazon, feita de forma virtual: “A data foi ecolhida porque é sentimental para mim. Trata-se do dia em que a Amazon foi incorporada em 1994, exatamente 27 anos atrás.”

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Bezos disse que o comando da companhia ficará para o chefe da computação em nuvem Andy Jassy. Ele entrou na empresa em 1997 e lidera a equipe da Amazon Web Services.

O empresário irá para o comando do conselho de administração da Amazon. Adicionalmente, ele permanecerá envolvido em projetos na companhia, entretanto pretende dedicar mais tempo ao Fundo Bezos Earth, sua nave espacial Blue Origin, aos The Washington Post e o Amazon Day 1 Fund.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Segundo a Bloomberg, o fundador da Amazon possui um patrimônio de US$ 187 bilhões – que, com o dólar a R$ 5,37, equivaleria a mais de R$ 1 trilhão.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Jeff Bezos: o início numa loja online

Fundador e CEO da Amazon, companhia da qual ainda detém 11% das ações, Bezos largou a vice-presidência de um fundo de investimentos de Wall Street aos 30 anos para empreender. E acertou na mosca.

Em 1994, quando a internet ainda engatinhava, o empresário apostou em uma loja online para venda exclusiva de livros.

Ao lado de sua esposa, Mackenzie, primeira funcionária da loja, tirou o projeto do papel. Dois meses após fundar a Amazon, fez um curso na Associação Americana de Livrarias para aprender como vender livros.

Por dois anos, Bezos e Mackenzie faziam quase tudo, inclusive empacotavam e despachavam os pedidos.

Sem colocar o lucro como prioridade, o empresário decidiu trabalhar com margens próximas do zero.

Com essa estratégia inovadora (e ousada), foi tirando os principais concorrentes do caminho.  Somente 6 anos após abrir a Amazon, finalmente fechou um balanço “no azul”.

Hoje, 25 anos após fazer sua 1ª venda – um livro sobre inteligência artificial – Bezos, já divorciado de Mackenzie, vê a Amazon se transformar na marca mais valiosa do mundo. Em fevereiro deste ano, a Amazon ultrapassou a marca de US$ 1 trilhão em valor.

Matemática nos negócios, na vida e no amor

Jeff Bezos tem uma grande paixão na vida: a matemática. Foi assim que, ao criar a Amazon, determinou que a loja virtual deveria ter “tantas prateleiras disponíveis quantos usuários do serviço”.

Para oferecer o que o consumidor quer, a Amazon cresceu e, hoje, tem uma gama de mais de 350 milhões de itens em suas prateleiras virtuais.

A matemática também foi usada por Jeff Bezos para aconselhar a avó a parar de fumar . Ele calculou quantos minutos de vida ela perdia a cada trago dado. Mas também para escolher as garotas com quem gostaria de sair.

Antes de conhecer Mackenzie, Jeff Bezos aplicava uma fórmula batizada de Woman Flow para conhecer garotas. Entre as conclusões tiradas do método, estava a de que teria mais sucesso com as mulheres se aprendesse dança de salão.

O céu é o limite

Bezos, hoje, tem uma fonte diversificada como origem de sua fortuna – embora a maior parte ainda seja fruto da Amazon.

O empresário tem no portfólio a rede de supermercados Whole Foods, a Alexa, que desenvolve tecnologia de inteligência artificial, e o The Washington Post, um dos mais tradicionais jornais norte-americanos.

Bezos também investiu parte da fortuna em ações da Uber, do Airbnb, do Google e do Twitter.

Além disso, ele é dono da Blue Origin, empresa de exploração espacial criada em 2010 (e rival da Space X, do também bilionário Elon Musk). E tem um sonho.

O executivo declarou, ainda em 1982, anos antes de se tornar o homem mais rico do mundo, que um dia construiria hotéis no espaço.

Esse sonho ainda parece longe de se tornar realidade, mas, para quem transformou uma pequena livraria online na marca mais valiosa do mundo, mais arriscado ainda é dizer que esse desejo se trata de uma missão impossível, não é mesmo?

Carta de Jeff Bezos

“Tenho o prazer de anunciar que neste terceiro trimestre farei a transição para Presidente Executivo do Conselho da Amazon e Andy Jassy se tornará CEO. Na função de Presidente Executivo, pretendo concentrar minhas energias e atenção em novos produtos e iniciativas iniciais. Andy é bem conhecido dentro da empresa e está na Amazon há quase tanto tempo quanto eu. Ele será um líder notável e tem toda a minha confiança.

Essa jornada começou há cerca de 27 anos. Amazon era apenas uma ideia e não tinha nome. A pergunta que me fizeram com mais frequência naquela época era: “O que é a Internet?” Felizmente, não tenho que explicar isso há muito tempo.

Hoje, empregamos 1,3 milhão de pessoas talentosas e dedicadas, atendemos centenas de milhões de clientes e empresas e somos amplamente reconhecidos como uma das empresas mais bem-sucedidas do mundo.

Como isso aconteceu? Invenção. A invenção é a raiz do nosso sucesso. Fizemos coisas malucas juntos e depois os tornamos normais. Fomos pioneiros em análises de clientes, 1-Click, recomendações personalizadas, remessa incrivelmente rápida da Prime, compras Just Walk Out, Climate Pledge, Kindle, Alexa, marketplace, infraestrutura de computação em nuvem, Career Choice e muito mais. Se você acertar, alguns anos depois de uma invenção surpreendente, a nova coisa se tornou normal. Pessoas bocejam. E esse bocejo é o maior elogio que um inventor pode receber.

Não conheço outra empresa com um histórico de invenções tão bom quanto o da Amazon, e acredito que estamos no nosso momento mais inventivo. Espero que você esteja tão orgulhoso de nossa criatividade quanto eu. Eu acho que você deveria estar.

À medida que a Amazon se tornou grande, decidimos usar nossa escala e escopo para liderar em importantes questões sociais. Dois exemplos de alto impacto: nosso salário mínimo de $ 15 e o Compromisso Climático. Em ambos os casos, demarcamos posições de liderança e depois pedimos a outros que nos acompanhassem. Em ambos os casos, está funcionando. Outras grandes empresas estão vindo em nossa direção. Espero que você esteja orgulhoso disso também.

Acho meu trabalho significativo e divertido. Eu trabalho com os companheiros de equipe mais inteligentes, talentosos e engenhosos. Quando os tempos foram bons, você foi humilde. Quando os tempos foram difíceis, você foi forte e apoiou, e nós fizemos rir um ao outro. É uma alegria trabalhar nessa equipe.

Por mais que eu ainda sapateie no escritório, estou animado com essa transição. Milhões de clientes dependem de nós para nossos serviços e mais de um milhão de funcionários dependem de nós para seu sustento.

Ser o CEO da Amazon é uma responsabilidade profunda e desgastante. Quando você tem uma responsabilidade como essa, é difícil dar atenção a qualquer outra coisa. Como presidente executivo, continuarei envolvido em iniciativas importantes da Amazônia, mas também terei o tempo e a energia de que preciso para me concentrar no Fundo do Dia 1, no Fundo Bezos Earth, no Blue Origin, no The Washington Post e em minhas outras paixões. Nunca tive mais energia e não se trata de me aposentar. Estou muito entusiasmado com o impacto que acho que essas organizações podem ter.

A Amazon não poderia estar melhor posicionada para o futuro. Estamos disparando em todos os cilindros, assim como o mundo precisa de nós. Temos coisas no pipeline que continuarão a surpreender. Atendemos indivíduos e empresas, e somos os pioneiros em duas indústrias completas e em uma classe totalmente nova de dispositivos. Somos líderes em áreas tão variadas como aprendizado de máquina e logística, e se a ideia de um amazonense requer mais uma nova habilidade institucional, somos flexíveis e pacientes o suficiente para aprendê-la.

Continue inventando e não se desespere quando a princípio a ideia parecer maluca. Lembre-se de vagar. Deixe a curiosidade ser sua bússola. Continua sendo o Dia 1.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.