Copel (CPLE6) lidera altas nesta quarta-feira no Ibovespa

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: reprodução/pixabay

As ações da Copel (CPLE6) são destaque na sessão desta quarta-feira (11) no Ibovespa. Por volta das 13h55, os papéis da companhia sobem 2,59%.

Em seguida, surge a Hering (HGTX3), que tem alta de 2,27%.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Depois vem o Santander (SANB11), com variação positiva de 2,01%.

A quarta alta do dia é da Petrobras (PETR3), que tem obtido elevação de 1,77%.

Por fim, vem o Bradesco (BBDC4), que possui alta de 1,71%.

O Ibovespa opera com alta de 0,16% aos 122.398,72 pontos.

Maiores quedas do Ibovespa

Entre as ações que mais caem na sessão desta segunda, está a Qualicorp (QUALI3), que possui queda de 12,69%.

Esta é seguida pela Yduqs (YDUQ3), que vem com retração de 4,25%. Depois, vem o Banco Inter (BIDI11), que cai 3,47%.

Em seguida, vêm as ações da BR Distribuidora (BRDT3) que caem 5,04%.

BR Distribuidora (BRDT3) registrou no segundo trimestre de 2021 um lucro líquido de R$ 382 milhões, mais do que o dobrando na comparação com os R$ 188 milhões do mesmo período do ano passado.

A alta na base anual acompanha, majoritariamente, o avanço da receita líquida, que chegou a R$ 29 bilhões, ante R$ 14,8 bilhões registrados entre abril e junho de 2020 – a de se considerar, entretanto, que no ano passado as restrições impostas pelo governo para conter a covid-19 estavam muito mais pesadas, levando a companhia a sofrer grandes baixas no seu balanço da época.

Por fim, vem a Fleury (FLRY3), que tem desvalorização de 2,95%.

Mais destaques

A ação mais negociada do dia é do Petrobras (PETR4), que sobe 1,49%.

Em seguida, entre as mais negociadas, está a Vale (VALE3), que sobe 0,08%.Depois vem a BR Distribuidora (BRDT3). 

Logo após vem o Itaú-Unibanco (ITUB4), que sobe 1,21%.

Fechando a lista das mais negociadas está a NotreDame (GNDI11), que cai 0,39%.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3