Alta do dólar pode impactar bolso do brasileiro

Matheus Leal
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte/iStock

Moeda atingiu sua maior cotação desde 2018, mas presidente do Banco Central afirma que desvalorização do real está dentro do padrão

O dólar comercial não para de subir. Nessa terça-feira (27), a moeda emendou sua quarta alta seguida e fechou em R$ 4,15, maior cotação desde 2018. O valor poderia ter sido maior se não fosse a atuação do Banco Central. Durante o dia, o dólar chegou a valer R$ 4,20.

Devido à desvalorização do real, o Banco Central realizou um leilão de venda de dólares no mercado à vista para segurar a disparada da moeda norte-americana. Foi a primeira vez nos últimos dez anos que o BC precisou fazer tal operação. No entanto, o presidente da entidade, Roberto Campos Neto, classifica a alta do dólar como dentro do padrão.

“O real nos últimos dias tem tido desvalorização um pouquinho acima, mas está bem dentro do padrão normal”, afirmou Roberto, durante Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal.

Como o dólar alto impacta na vida do brasileiro?

O primeiro impacto negativo da desvalorização do real perante ao dólar é no turismo e importação. Viajar e comprar coisas de fora do país fica cada vez mais inviável com a taxa cambial acima dos R$ 4. Além disso, produtos simples de uso diário também tende a subir de preço. Por exemplo: azeite, pães, biscoitos… Isso porque a farinha de trigo utilizada no Brasil é, em sua maioria, vinda de fora. Outros produtos que podem ter alta no preço final são remédios, eletrônicos e eletrodomésticos.

O principal ponto negativo, além dos já citados, é o valor do diesel e da gasolina. Os preços já estão elevados devido à cotação do barril de petróleo e, os mesmos, são definidos em dólar. Ou seja, quanto mais alto, mais cara tende ser a gasolina. E, assim, vira um efeito cascata, já que o frete fica mais caro e isso reflete em inúmeros setores. Vale lembrar a greve dos caminhoneiros no ano passado.

Porém, há quem esteja aproveitando a maré. O dólar acima dos R$ 4 é de grande valia para investidores da moeda. A compra e venda de dólares é um recurso bastante utilizado para gerar capital. No início de agosto, por exemplo, após a aprovação do texto base da Reforma da Previdência, a moeda americana teve queda e chegou a custar R$ 3,70.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Além disso, as exportações são favorecidas. Se piora na hora de comprar, melhora na hora de vender, já que os produtos brasileiros ficam mais baratos e, consequentemente, mais competitivos onde estão sendo comercializados fora do país.

Quando, onde e quanto investir

O teste de perfil de investidor criado pela equipe da Euqueroinvestir.com pode ser usado como base para você identificar seu perfil como investidor: conservador, moderado ou agressivo.

Conhecer o próprio perfil como investidor e ter claro o objetivo com os investimentos, é a base para identificar os melhores investimentos, afinal, não existe o melhor investimento, o que existe é o melhor investimento para o perfil e objetivo do investidor.

No entanto, o teste de perfil é só o começo, o primeiro passo em sua caminhada enquanto investidor. Entender mais profundamente seu perfil e ter claro os objetivos quanto a prazos de investimentos, é uma tarefa um pouco mais sofisticada e exige uma análise mais criteriosa.