Alta de 22% em menos de um ano coloca em xeque o preço da gasolina

Com a nova metodologia de reajustes de preços adotada pela Petrobras em julho do ano passado, a gasolina já acumula alta de 22% e o diesel de 21,5%. A subida rápida e consecutiva do valor dos combustíveis foi motivo de vários protestos em diferentes rodovias brasileiras nesta segunda-feira (21). Caminhoneiros chegaram a bloquear acessos.

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
img-capa

Foto: img-capa

Essa alta dos preços não tem incomodado só a população em geral, mas também o alto escalão do governo. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, anunciou que vai realizar uma reunião geral para debater o assunto.

Segundo Maia, além de membros do governo, serão convidados representantes da Petrobras, de distribuidoras, postos de combustíveis e especialistas do setor.

Precisamos encontrar soluções imediatas para enfrentar a crise geopolítica global que encarece os combustíveis, disse Rodrigo Maia.

Entre as medidas cabíveis para conter a alta, estão a possibilidade de o governo federal zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, CIDE,  e diminuir o PIS/Cofins. Além disso, os estados também poderão fazer o mesmo com o ICMS.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, informou na sexta-feira passada (18) que já conversou com o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

– A Petrobras pratica uma política de preços certa, porém é preciso entender que a composição do preço envolve outros fatores. Nós precisamos entender esses outros fatores – informou o ministro.

Antes de terminar a notícia, temos um convite para você! Descubra, de graça, qual é o seu perfil de investidor.

[banner id=”teste-perfil”]

Bom por um lado, ruim por outro

As possíveis medidas para conter a alta dos combustíveis devem favorecer o bolso do consumidor final e a inflação. Porém, menos arrecadação de impostos significa um problema na política fiscal do Brasil.

Contando com os impostos, as contribuições e outras receitas, a arrecadação brasileira teve alta de 3,95% no mês de março. O montante de R$ 105,659 bilhões representa o quinto mês positivo para o país.

Esse número teve a contribuição dos combustíveis. Só a arrecadação com produtos como a gasolina e o diesel, rendeu R$ 1 bilhão a mais para o governo em março.